Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Ações da FCA caem após anúncio de planos para os próximos anos

Fiat Chrysler Automobiles gera insegurança nos investidores

Por redação Atualizado em 9 nov 2016, 13h39 - Publicado em 9 Maio 2014, 11h33
mercado

Depois de ter apresentado os planos para os próximos anos na última terça-feira (6), a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) acabou deixando os investidores inseguros, o que gerou uma queda nas ações da empresa.

Segundo a Bloomberg, as ações caíram 99 centavos de euro, derramando 1,24 bilhão de euros em valor de mercado na maior queda desde 18 de agosto de 2011, caindo para 7,48 euros na cotação em Milão (quarta-feira, 7/5).

A Fiat registrou um prejuízo líquido de 335 milhões de euros, mais amplo que o déficit de 83 milhões de euros do ano anterior, chamando atenção para a necessidade de uma reviravolta.

Com a nova estratégia de cinco anos “trazemos juntamos várias peças quebra-cabeça”, disse o CEO da empresa, Sergio Marchionne, durante a apresentação da FCA em Auburn Hills, Michigan. “É um plano corajoso que em vários aspectos representa uma ruptura com a tradição do passado.”

O esforço envolvendo a marca Alfa Romeo é o mais agressivo, com planos de investir 5 bilhões de euros até 2018 para trazer oito novos veículos e aumentar as entregas mais de cinco vezes. A marca tem o potencial para ajudar a gerar lucro para o grupo, da mesma forma que a Audi faz para Volkswagen, com preços mais altos que os modelos de mercado de massa com as marcas Chrysler, Dodge ou Fiat.

Continua após a publicidade

Publicidade