3 histórias incríveis do Camaro Amarelo

Além de quilômetros, carros contam histórias. Shell Helix vai apresentar algumas aqui em Quatro Rodas.

Exemplo clássico da força bruta dos carros americanos, o Camaro é capaz de deixar qualquer um doce, até os que não são fãs de sertanejo.

Completando 50 anos e em sua sexta geração, o Camaro nunca esqueceu suas origens: estiloso e, acima de tudo, potente. Ele é um daqueles carros que contam muito mais do que quilômetros: contam histórias.

Potência Pura

Ao longo de suas gerações, o Camaro acompanhou a ascensão, a queda e o ressurgimento dos muscle cars, ícones americanos de força e desempenho. A primeira geração já contava com motor V8 e 380 cavalos.

O modelo sofreu com alguns anos de estagnação até meados dos anos 1990, quando novas tecnologias permitiram o aumento da performance do motor. Hoje, o Camaro ZL1 é a versão mais potente do clássico, com impressionantes 649 cavalos.

Primeiro modelo do carro era dourado por dentro e por fora  (/)

 

Muito Ouro

Hoje, a cor mais popular do Camaro pode até ser o amarelo, mas nem sempre foi assim. O primeiro modelo era dourado por dentro e por fora, um esquema de cores que se repetiu ao longo dos anos e até inspirou outras vertentes musicais: nas palavras de Tim Maia, “na falta de uma carruagem de ouro, comprei um Camaro dourado”.

Camaro no cinema: corpo do personagem Bumblebee no filme 'Transformers' de Michael Bay  (/)

 

Fama no cinema

Antes da música, outro Camaro amarelo colocou o modelo no mapa da cultura pop: em 2007, o carro que vira robô em Transformers era uma prévia da quinta geração do modelo.

 
                          Estiloso e potente: conheça algumas curiosidades do Camaro Amarelo

 (/)

 

Shell Helix

Em modelos superesportivos como o Camaro, performance é tudo. E um motor poderoso merece cuidados especiais. Shell Helix conta com uma linha completa e inovadora para todos os tipos de motores, com produtos modernos para atender às últimas especificações da indústria e das montadoras.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s