Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Vendas em baixa fazem Mercedes encerrar projeto de plataforma do EQS e EQE

Planejado para 2028, a plataforma MB.EA Large da montadora alemã não está mais nos planos para as próximas gerações do EQS e EQE

Por Lucas Parente
17 Maio 2024, 10h00

A Mercedes-Benz, ao que parece, encerrou o planejamento da plataforma de próxima geração para os sucessores do EQS e EQE devido às baixas vendas do modelos na atual geração, informou a publicação alemã Handelsblatt , citada pela Autocar.

Batizada de MB.EA Large, a plataforma deveria ser lançada apenas em 2028. Com o seu cancelamento, a Mercedes economizará de US$ 4,3 bilhões a US$ 6,5 bilhões em custos de desenvolvimento, de acordo com fontes.

Mercedes-Benz EQE SUV Press Test Drive, Portugal 2023

As vendas de carros elétricos da montadora alemã não vão muito bem, tanto que este é um dos motivos pela desistência do novo projeto de plataforma.

No ano passado, a Mercedes nos Estados Unidos vendeu um total de apenas 43.202 modelos elétricos, sendo um aumento de 248% em relação a 2022. Porém, esse número está longe de ser impressionante. A Rivian, que ainda é uma startup, vendeu pouco mais de 50.000 unidades de carros elétricos no ano passado.

Mercedes EQE
(Fernando Pires/Quatro Rodas)

Além disso, o ano de 2024 não parece muito promissor para a marca no segmento. No primeiro trimestre, a Mercedes relatou um declínio de 4,5% em comparação ao mesmo período do ano passado nos EUA, resultando em apenas 8.336 unidades.

Juntamente com o desenvolvimento da plataforma MB.EA Large, há também o projeto para a arquitetura MB.EA Medium, que segue sendo projetada. Essa será usada usada na próxima geração do do sedã e SUV EQC.

Mercedes-Benz EQE SUV Press Test Drive, Portugal 2023
(Divulgação/Mercedes-Benz)

Porém, mesmo com o fim do desenvolvimento da MB.EA Large, uma atualização para os sucessores dos atuais EQS e EQE ainda está de pé, mas em uma versão atualizada da plataforma EVA2, utilizada atualmente nos principais modelos elétricos da empresa.

Compartilhe essa matéria via:

De acordo com o Autocar, a arquitetura, que atualmente é de 400 V, será atualizada para um sistema de 800 V nas próximas gerações do EQS e EQE. As baterias também serão maiores e os motores mais eficientes.

MERCEDES EQE
(Fernando Pires/Quatro Rodas)

Há também algumas outras plataformas em desenvolvimento pela montadora alemã, sendo a MMA, projetada para modelos elétricos compactos e a combustão, a MB.AMG para esportivos e a MB.Van para veículos comerciais.

Continua após a publicidade

Essa mudança de última hora na Mercedes ocorre após o adiamento de sua meta de eletrificação de 50% da frota entre 2025 e 2030. A marca mudou seu plano para vender apenas carros elétricos em certos mercados até o ano de 2030.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.