Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

BMW iX1 corrige visual do X1 e é o novo elétrico de entrada da marca

Imagens e detalhes vazados apontam que o modelo tem dois motores elétricos e até 438 km de autonomia com uma carga

Por Guilherme Fontana 30 Maio 2022, 17h38

O inédito BMW iX1 não conseguiu mais se esconder: mesmo previsto para ser revelado até o final de 2022, o modelo teve seus primeiros detalhes e imagens vazados na web.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Na prática, o SUV elétrico baseado no conhecido X1 será não apenas a porta de entrada para os elétricos da marca, mas também o substituto do já antigo i3, que se despede no próximo mês de julho.

Como em todas as variantes elétricas dos BMW, o iX1 tem personalidade própria, apesar da evidente base. Os faróis do modelo ganham traços mais limpos, com menos quebras, e iluminação exclusiva com opção de LEDs matriciais. Já a grade, toda fechada, ficou maior, ganhou formato mais quadrado e detalhes em azul.

Traseira do BMW ix1 tem personalidade, com lanternas mais afiladas
Traseira do BMW ix1 tem personalidade, com lanternas mais afiladas Autospy.net/Reprodução

O mesmo tom de azul aparece no novo para-choque, com uma grande profusão de elementos que compensam a ausência de aberturas. A única abertura frontal, aliás, está na grade inferior central – assim como no “irmão maior” iX, essa abertura é dinâmica, ou seja, se abre ou se fecha de acordo com a velocidade do veículo.

Continua após a publicidade

A traseira do BMW iX1 se diferencia ainda mais da versão a combustão, com lanternas maiores e mais estreitas, mas mantendo o formato clássico das peças de iluminação da marca. Uma grande porção central em preto brilhante no para-choque busca deixar o visual mais esportivo, assim como as falsas saídas de escape.

Imagem do interior, com apontamentos em alemão, revela telas curvas e saídas de ar fora do comum
Imagem do interior, com apontamentos em alemão, revela telas curvas e saídas de ar fora do comum Autospy.net/Reprodução

Por dentro, finalmente o X1 perdeu o já datado painel. Para a versão elétrica, que deve adiantar as mudanças a serem feitas nas versões a combustão, há um conjunto curvo de telas com 10,25 e 10,7 polegadas, sempre com o sistema operacional mais atualizado da marca. Também há um novo arranjo para as saídas de ar e o porta-malas tem 540 litros.

Compartilhe essa matéria via:

Como a própria BMW já havia anunciado, o SUV é equipado com dois motores elétricos. A novidade revelada é que eles entregam até 312 cv de potência e a autonomia pode chegar a 438 km no ciclo WLTP.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês