Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Teste de produto: aplicativo de vistoria veicular Evita Mico

Quer comprar um automóvel usado sem ter problemas? Essa é a promessa do aplicativo Evita Mico

Por Fernando Garcia Atualizado em 5 Maio 2021, 16h10 - Publicado em 27 jun 2017, 20h47
Na visita presencial, o técnico fotografa do problemas do carro
Na visita presencial, o técnico fotografa do problemas do carro Alexandre Battibugli/Quatro Rodas

Nos sites de classificados de usados, não faltam palavras mágicas para atrair o interessado, como “impecável” e “estado de zero”. Mas você acha que boa parte deles não é confiável?

Então, pode pedir ajuda ao aplicativo Evita Mico. Ele oferece duas modalidades de vistoria: uma versão resumida, feita pelo próprio celular, ou uma inspeção de mais de 500 itens do veículo por meio de uma equipe de técnicos que vai até o local (só atende Grande São Paulo).

No teste do primeiro serviço, usamos um Honda Civic 1996, que foi selecionado em um anúncio on-line. Depois de baixar o app, gravamos pelo celular o funcionamento do motor e tiramos fotos do painel e das placas, além de responder a uma série de perguntas, como numeração do chassi, cor da fumaça do motor ou alinhamento das peças.

Em três dias, recebemos por e-mail um relatório com os itens avaliados por cor: verde (inspeção ok), amarelo (atenção) e vermelho (problemas). O Civic ganhou o amarelo na lataria: como havia pequenos riscos e amassados, o relatório sugeriu calcular o valor do conserto para descontar depois do preço do carro.

A bateria recebeu um vermelho, pois sua data de fabricação indicava que havia se passado os três anos da sua vida útil média.

Continua após a publicidade

Depois foi a vez de avaliar o serviço presencial. Escolhemos numa loja um Land Rover Freelander 2004, que parecia estar em bom estado. Após três dias, o técnico emitiu um laudo completo.

Para nossa surpresa, havia fotos detalhadas de vários problemas, desde os simples, como pequenos riscos em acabamentos internos/externos, até os graves, como desalinhamento de portas e capô, frisos soltos, acabamento da coluna dianteira mal encaixada e espessura de tinta acima do normal.

“Nessa vistoria, o usuário pode e deve fazer o test-drive junto com o técnico, que estará atento ao comportamento do carro”, explica o diretor técnico do app, Leonardo Aquiles.

Por R$ 59 (inspeção via app) e R$ 349 (presencial), o serviço até que é barato, já que é uma importante ferramenta para a compra de um carro usado com segurança.

Infelizmente ele é limitado, pois só funciona em celular Android e seu serviço presencial é restrito a São Paulo.

Avaliação Evita Mico Vistoria Veicular

  • Nota: 8,5
  • Comentário: Graças ao app descobrimos dezenas de problemas em um Freelander 2004 que aparentava bom estado.
  • Preço médio: R$ 59 (via app) e R$ 349 (vistoria presencial)
  • Compra: evitamico.com
Continua após a publicidade

Publicidade