Por que os pneus traseiros são mais estreitos no Audi RS 3 Sedan?

Pneus mais estreitos têm menor aderência e, com isso, maior probabilidade a escorregar lateralmente. Para quem quer diversão extrema, é a fórmula perfeita

RS 3 Sedan No inédito Audi RS 3 Sedan (e também no hatch) os pneus mais largos ficam no eixo da frente

No inédito Audi RS 3 Sedan (e também no hatch) os pneus mais largos ficam no eixo da frente (Divulgação/Audi)

Por que os pneus traseiros são mais estreitos no Audi RS 3 Sedan? Como isso melhora o comportamento em curvas? – Remulo Lemos, Belo Horizonte (MG)

Pneus mais estreitos têm menor aderência e, com isso, maior probabilidade a escorregar lateralmente.

“Se fossem usados quatro pneus nas mesmas medidas, o RS 3 teria tendência a sair de frente em saídas de curva durante acelerações”, explica Lothar Werninghaus, consultor técnico da Audi.

Com medidas 2 cm menor no eixo posterior (235/35 R19 contra 255/30 dos da frente), esse comportamento é reduzido e, no limite da aderência, a traseira do RS 3 Sedan apresenta um leve escorregamento, permitindo ao motorista apontar a dianteira para onde ele deseja ir em uma saída de curva.

No TT RS os quatro pneus têm medidas iguais

No TT RS os quatro pneus têm medidas iguais (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Esse recurso é uma solução mais barata para alterar a dinâmica de um veículo e só é usado quando necessário.

O Audi TT RS, por exemplo, usa o mesmo trem de força do RS 3, mas adota pneus com medidas iguais nos dois eixos.

Ousadia em Le Mans

O GT-R LM Nismo tinha motor frontal e tração dianteira, mas seu desempenho pífio em Le Mans fez a Nissan se retirar da WEC

O GT-R LM Nismo tinha motor frontal e tração dianteira, mas seu desempenho pífio em Le Mans fez a Nissan se retirar da WEC (Vitor Matsubara/Quatro Rodas)

Outra empresa que optou por usar pneus menores atrás foi a Nissan, com seu GT-R LM Nismo.

O protótipo competiu nas 24 Horas de Le Mans de 2015 com uma proposta inovadora: ter tração majoritariamente dianteira.

No GT-R LM os pneus traseiros eram mais estreitos e recebiam tração apenas do motor elétrico

No GT-R LM os pneus traseiros eram mais estreitos e recebiam tração apenas do motor elétrico (Divulgação/Nissan)

Apesar do protótipo ser dotado de tração 4×4, o eixo traseiro era movimentado apenas por um motor elétrico, enquanto os pneus dianteiros eram responsáveis por receber toda a força do V6 3.0 sobrealimentado.

Por conta disso, os pneus dianteiros do modelo têm 35,5 cm de largura, contra 23 cm dos traseiros.

A intenção da Nissan era aproveitar o posicionamento do trem de força na dianteira para ampliar os túneis aerodinâmicos que cruzam a carroceria e, com isso reduzir o arrasto ao mesmo tempo que ampliasse o downforce.

Mas o modelo sofreu com problemas mecânicos e a concorrência de protótipos como o Porsche 919 Hybrid, e a Nissan optou por não insistir na inusitada concepção mecânica nas corridas seguidas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s