Controle de portão pode bloquear o travamento do carro?

Teste envolvendo três modelos de controle e três carros diferentes mostra que sim, é possível. Ou seja: cuidado redobrado ao trancar o carro

Um vídeo que circula nas redes sociais e no Youtube mostra um Ford Fiesta que não trava as portas pelo telecomando quando um controle de portão é acionado ao mesmo tempo. Será que é verdade?

Na falta de um Fiesta, reunimos três carros e aparelhos diferentes para descobrir se, como é dito no vídeo, realmente qualquer controle de portão inibe o travamento das portas. Todos os veículos tinham sistemas de alarme e travamento de fábrica.

Testamos um controle remoto de portão da Ipec (cuja freqüência é ajustada de maneira analógica), um da PPA (digital) e dois da marca HCS (ambos digitais). Os carros foram um Hyundai Tucson, um Peugeot 208 e um Volkswagen Gol Track.

O primeiro teste foi com o Tucson. Com as portas destravadas, acionamos o controle remoto de portão da HCS junto do telecomando do veículo e o sul-coreano não reagiu com o travamento das portas. O mesmo aconteceu com outro controle da mesma marca, mas de outro portão. Com controles da Ipec e PPA, porém, houve travamento normal das portas do veículo.

Já no Peugeot 208, a inibição do travamento das portas foi intermitente entre os dois controle da HCS. Mas as portas foram trancadas normalmente quando com os controles de portão da Ipec e da PPA acionados.

Por último, testamos com o Volkswagen Gol. Seja com os controles da HCS ou da Ipec e da PPA acionados, as portas foram trancadas normalmente.

Esta “falha de segurança” estaria relacionada a uma interferência gerada pelos controles de portão nos sistemas de travamento por telecomando de determinados veículos, que operam em frequência igual ou semelhante.

Em outras palavras, ao contrário do que mostra o vídeo que está viralizando nas redes sociais, não é qualquer controle de garagem que funciona – no nosso caso, só os HCS com ajuste de frequência digital. E isso também não funciona com qualquer carro.

Fenômeno parecido foi bastante noticiado tempos atrás, quando um tipo de equipamento chamado Chapolin começou a ser utilizado por ladrões de automóveis. O princípio de funcionamento é o mesmo: o aparelho interfere na comunicação de sinais entre o controle de travamento e o veículo – algumas variantes conseguem inclusive copiar o código do controle digital.

De qualquer maneira, fica a dica: acione o travamento sempre bem próximo do carro, e SEMPRE verifique se os avisos sonoros (bipe) ou visuais (luzes de direção piscando) funcionaram. Ou use a chave para travar as portas, como se fazia antigamente. Vai saber se algum amigo do alheio não está de olho no seu veículo…

Agradecimentos ao leitor Wagner Morine

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. André Pedro

    Usar a chave é um saco! Voce sempre acaba arranhando a porta do carro em algum momento! Gente! Ta resolvido! Aperta o controle do portão enquanto voce tiver terminando de entrar com o carro (pra justamente ele ja fechar logo e ninguém entrar com voce) e quando voce descer do carro, não vai ter interferência porque o controle do portão vai estar bonitinho desligado dentro do carro.