9 dicas para quem vai encarar a estrada nas férias

Da revisão ao modo de dirigir, um roteiro para você enfrentar centenas de quilômetros com conforto e segurança

BR-040, rodovia na região serrana do estado

Visão perfeita

Antes de sair, inclua na lista de verificações tradicionais (óleo, água, calibragem, etc.) uma impermeabilização de para-brisa.

Algumas seguradoras oferecem o serviço gratuitamente, mas se você preferir, pode fazer em casa, com impermeabilizantes vendidos em supermercados e lojas de autopeças — um frasco custa cerca de R$ 15.

Aplique também nos retrovisores externos e nos vidros laterais dianteiros. Na estrada, a visão periférica também é muito importante.

Antecipe o alinhamento

Não deixe para fazer alinhamento e balanceamento na véspera de sua saída: se após o serviço, o volante trepidar ou o carro puxar para um dos lados, você precisará de tempo extra para retornar à oficina.

Roteirize sua viagem

Com planejamento, você consegue tirar melhor proveito da autonomia do seu carro e ainda pode economizar dinheiro e ser mais bem atendido. Basta selecionar previamente os postos com combustível mais em conta e com infraestrutura adequada.

Navegação sempre ajuda

Se o seu carro não tem navegador, use o do celular – e claro, não se esqueca de garantir sua fonte de energia.

Além de estabelecer outra rota no caso de bloqueio ou acidente no seu trajeto, ele serve como um co-piloto de rali, antecipando a aproximação (e o grau de dificuldade) da curva seguinte ou o próximo trecho de reta para fazer uma ultrapassagem, por exemplo.

Mas não esqueça: o GPS é para ser seu aliado, não uma fonte exagerada de segurança.

Sem parar

Se o objetivo é economizar tempo e o seu carro tiver autonomia para chegar ao destino sem reabastecer, tags de pagamento automático de pedágio valem o investimento.

Em período de férias, as praças de pedágio costumam lotar e, além do tempo perdido, o consumo de combustível no anda e para nas filas das cabines se eleva bastante.

Antecipe as ações

Tenha em mente: em geral, a condução em rodovias permite pouca utilização dos freios. Basta respeitar uma distância segura do veículo à frente que você terá total condição de antecipação de manobras.

Ele pisou de leve no freio? Basta você parar de acelerar. Viu um pedágio ou uma lombada lá na frente? Tire o pé do acelerador bem antes, de modo a chegar no ponto observado em uma velocidade adequada.

Nas acelerações, vale a regra da suavidade: acelere gradativamente até atingir a velocidade de cruzeiro. E se o seu carro tiver piloto automático (cruise control), use.

Mantenha a umidade

Viagens longas sob sol quente com ar-condicionado ligado o tempo todo são uma combinação perfeita para o ambiente da cabine ficar com o ar extremamente seco.

Se não for possível utilizar um umidificador de ambiente, mantenha toalhas úmidas na cabine. Você vai se espantar com a velocidade que elas secam.

E tenha cuidado com o uso da recirculação de ar: se acionada por longos períodos, pode reduzir a quantidade de oxigênio na cabine e causar sonolência.

No faixo certo

Mantenha os faróis do seu carro regulados. A batalha luminosa que alguns motoristas teimam em travar quando se cruzam à noite na estrada é extremamente perigosa.

Por falar em faróis, não se acanhe: ainda que os carros que venham no sentido contrário teimem em lhe avisar que os faróis do seu carro estão ligados, mantenha-os acesos mesmo durante o dia.

Libere a esquerda

– Nunca é demais lembrar: a faixa da esquerda é de ultrapassagem. Deixe-a livre sempre que possível. Ainda que você esteja trafegando no limite de velocidade da rodovia, ceda passagem aos mais apressadinhos. Adotar uma postura de “Estou no limite. Se quiser, passa por cima” pode ser fatal — para você, inclusive.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Franklin Figueiredo

    Tem um trecho que está incompleto. Onde está escrito “Por falar em faróis, não se acanhe: ainda que os carros que venham no sentido contrário teimem em lhe avisar que os faróis do seu carro estão ligados, mantenha-os acesos mesmo durante o dia”, deveria estar escrito Por falar em faróis, não se acanhe: mantenha os faróis acesos mesmo durante o dia, pois dirigir com os mesmos apagados é infração de trânsito e pode render multas.