Em que situações é permitido usar os faróis auxiliares?

Farol alto, faróis de neblina e de milha: entenda quando é permitido usar cada um deles

Faróis auxiliares

O uso de faróis auxiliares é permitido na cidade? – André Freire Vidigal, Belo Horizonte (MG)

Primeiro, é preciso diferenciar os faróis de longo alcance (também chamados de milha) dos faróis de neblina. Os faróis de longo alcance podem ser utilizados em centros urbanos desde que estejam ligados ao circuito do facho alto dos faróis regulares, isto é, não podem ser acionados de forma independente.

Mas é bom lembrar que o uso do facho alto (e de longo alcance) é restrito a ruas sem iluminação nem trânsito contrário, pois pode cegar e confundir os outros motoristas. Eles têm refletores especiais para gerar facho de luz concentrado (mas estreito) de alta intensidade. São ideais para iluminar a grandes distâncias, em rodovias com velocidades elevadas.

Já os faróis de neblina podem ser acionados independentemente de outras fontes de iluminação pública e podem ter lentes brancas ou amarelas, porém as lâmpadas devem ser brancas. Os faróis de neblina produzem facho de luz largo, porém são efetivos apenas em pequenas distâncias.

Eles devem ser instalados em posições baixas, a não menos de 25 cm do chão, para que possam iluminar a via por baixo da neblina, que geralmente se forma um pouco acima do chão. São indicados também para neve, poeira, chuva e fumaça.

BMW 528i 2012

Não se deve, porém, fazer como muitos motoristas que desligam os faróis de faixo baixo e os substituem pelos faróis de neblina, pois o alcance do último é bem menor que o do farol baixo. Ambos devem ser usados sempre juntos.

Outra atitude a ser evitada ao máximo é o acionamento da luz de neblina traseira em situações que não sejam de chuva forte ou neblina: como ela possui a mesma intensidade das luzes de freio, isso pode confundir os motoristas que estão atrás.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Essa informação é inútil para a maioria dos brasileiros. Povo sem educação no trânsito e que mal sabe o que significa cada posição do botão dos faróis e, principalmente, os efeitos que eles causam aos demais condutores. É aquilo…….a maioria nem dá seta para indicar a sua intenção dirigindo, quiçá saber o que representa a iluminação externa do veículo.