Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Toyota Etios Cross

Com ele, a Toyota entra no clube dos aventureiros. Antes tarde do que nunca

Por Vitor Matsubara | Fotos André Lessa Atualizado em 8 nov 2016, 23h25 - Publicado em 6 jan 2014, 16h50
testes

A Fiat inaugurou o segmento de aventureiros urbanos no país com a Palio Adventure em 1999, a Ford reinventou-o com o EcoSport em 2003. Mas só agora, com o Etios Cross, a Toyota resolveu enfiar de vez os pneus nessa lama. Ou nem tanto, já que as novidades são cosméticas – a mecânica é a mesma, o que não é uma notícia tão ruim se pensarmos que o hatch tem agilidade de sobra, sobretudo no 1.5, única motorização disponível para o novo modelo.

Sem experiência no segmento, a marca se espelhou nos rivais. Lá ninguém esconde que os Fiat foram referência ao criar seu aventureiro. “A ideia partiu de uma sugestão da filial brasileira em 2011, antes até do lançamento do Etios”, diz Leandro Teixeira, executivo responsável pela linha no país. O resultado ficou bem diferente do hatch normal. A frente tem uma chamativa moldura plástica cinza em forma de trapézio simulando um quebra-mato. Junto mudou a grade frontal (agora tem um filete só) e trouxe a tiracolo um novo para-choque com setas incorporadas. Os faróis ganharam novo formato graças a um par de peças extensoras, que não têm lâmpada, pois estão lá só para uni-los à grade. A lateral é tomada por um aplique plástico, cobrindo os para-lamas e as portas, e atrás ele ganhou um prático botão para abrir o porta-malas, logo acima do aplique plástico com o nome da versão em baixo-relevo. As barras verticais no teto e o aerofólio nada discreto dão o toque final.

Parece exagerado? Realmente é. Fica claro que a Toyota se inspirou na Idea Adventure, mas parece que errou a mão. Talvez alguns gostem do estilo, digamos, parrudo, mas aqui na redação foi unânime: ninguém aprovou o visual do Etios Cross.

Oferecido a 45 690 reais, é 3 200 reais mais caro que o Etios XLS. Só que esse aumento não melhora a lista de equipamentos. Ambos trazem ABS, airbags, ar-condicionado, direção elétrica, rádio e trio elétrico. Quem optar pelo Cross levará a mais só regulagem elétrica dos espelhos e novo desenho das rodas de liga. Ou seja, você vai pagar esse valor extra basicamente pelo visual. Sem suspensão elevada e pneus de uso misto, a posição de dirigir é a mesma do modelo civil. A roupagem off-road, aliás, até atrapalhou nesse quesito: por ser mais projetada à frente, ela faz o Etios raspar mais em lombadas e valetas do que a versão normal. É bom lembrar que, quando um comprador procura um aventureiro, muitas vezes está interessado em encarar com mais tranquilidade buracos e outros obstáculos da paisagem urbana do que em fazer incursões fora de estrada.

Diante da concorrência, o Etios Cross come poeira. Seu preço o coloca entre Renault Sandero Stepway (44 340 reais), VW Gol Rallye (46 670) e Hyundai HB20X (48 755).Todos têm basicamente os mesmos equipamentos, mas o japonesinho perde terreno em critérios fundamentais. Pesa a favor do Sandero o maior espaço interno e o custo-benefício, já que o Renault não passa de 46 040 reais mesmo com retrovisores e vidro traseiro elétricos, alarme e central multimídia. Já o Hyundai se dá bem no design que virou referência e no desempenho do motor 1.6 de 128 cv. Além disso, se no Etios só há câmbio manual (a marca estuda lançar o automático em breve), os rivais dispensam a embreagem por 49 450 reais no Gol I-Motion, 50 120 no Sandero e 51 995 no HB20X. Até o Uno Way, modelo do mesmo segmento do Etios, o deixa para trás. Recheado com todos os equipamentos do Cross, o Fiat custa cerca de 7 500 reais a menos – mas vale lembrar que ele só tem a opção de motor 1.0. A ideia da Toyota com ele é dar uma levantada nas vendas do hatch, que sempre estiveram abaixo dos planos da marca. Mas ela própria parece esperar que seu produto não seja um sucesso de vendas, afinal sua expectativa é vender 300 unidades por mês, cerca de 5% do mix da linha. No lançamento do HB20X, a Hyundai planejava emplacar pouco mais de 800 carros mensais.

DIREÇÃO, FREIO E SUSPENSÃO

Bem-acertado como a versão tradicional, o conjunto garante agilidade e conforto na cidade.

★★★★

MOTOR E CÂMBIO

Sem alterações no powertrain que faz dele um dos hatches mais prazerosos de dirigir do mercado.

★★★★

CARROCERIA

Se o visual já dividia opiniões, o aventureiro causará ainda mais polêmica.

★★★

VIDA A BORDO

O acabamento preto da linha 2014 deixou a cabine mais aconchegante. Painel central ainda incomoda.

Continua após a publicidade

★★★☆

SEGURANÇA

Como seus rivais, traz freios ABS e airbag duplo de série.

★★★☆

SEU BOLSO

Com os mesmos itens do Etios XLS, custa mais caro somente pelo estilo aventureiro.

★★★

OS RIVAIS Renault Sandero Stepway

651_etios_r1.jpg

Por 44 340 reais, ele oferece mais espaço interno, opção de central multimídia e motor 1.6 com 112 cv.

Hyundai HB20X

651_etios_r2.jpg

Tem design mais harmônico, cinco anos de garantia e motor 1.6 16V com 128 cv. Seu preço sugerido é de 48 755 reais.

VEREDICTO

Embora tenha deixado a timidez de lado, o visual aventureiro do Etios Cross não faz frente aos rivais. Por só ter mudanças estéticas, a nova versão pode frustrar quem gosta de ver o mundo um pouco mais de cima.

Continua após a publicidade

Publicidade