Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Por R$ 212.990, Compass Longitude logo será o diesel mais barato da Jeep

Além da aparência renovada, o Compass diesel recebeu mudanças para atender às novas normas de emissões. Mesmo assim, o SUV preservou os principais atributos

Por Guilherme Fontana Atualizado em 3 jan 2022, 11h42 - Publicado em 3 jan 2022, 10h58

A chegada do novo Jeep Compass teve como grandes estrelas as configurações com o novo motor 1.3 GSE turbo flex. Não por acaso, as versões a diesel só chegaram às lojas alguns meses depois, já com o entusiasmo da novidade no fim.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Ainda que com menos alarde, o Compass diesel também ganhou inovações mecânicas. Para apresentá-las, convocamos a versão de entrada Longitude, que parte de R$ 212.990.

É caro, mas será o diesel mais barato da Jeep: nas próximas semanas, o Renegade 4×4 (que hoje parte dos R$ 159.990) trocará o 2.0 turbodiesel pelo 1.3 turbo.

O motor 2.0 turbodiesel adotou o sistema SCR de tratamento de gases de escape com o uso do aditivo Arla 32, que na prática promete reduzir em 85% as emissões de dióxido de nitrogênio, nocivo à saúde.

Jeep Compass Diesel
Única diferença na traseira está no emblema TD350 4×4 Fernando Pires/Quatro Rodas

De acordo com a fabricante, o tanque do aditivo (com bocal separado do tanque de diesel) deve ser reabastecido a cada 10.000 km, aproximadamente. As novidades, porém, buscam unicamente atender às novas regras ambientais de emissões do Proconve L7, que entrarão em vigor em janeiro de 2022.

Compartilhe essa matéria via:

Elas não impactam as especificações do motor, que continua com 170 cv de potência e 35,7 kgfm de torque, além do câmbio automático de nove marchas e da tração 4×4.

O Compass diesel preserva a boa dirigibilidade e a superioridade em relação ao flex, mesmo ao eficiente motor turbinado. Ainda que as sensações e os números sejam contraditórios.

Jeep Compass Diesel
Painel tem bom acabamento e visual moderno Fernando Pires/Quatro Rodas

Em nossos testes, ele foi de 0 a 100 km/h em 11,4 segundos, contra os 10,3 do flex, com gasolina. A sensação, porém, é de que o SUV a diesel é mais leve e veloz, sem a morosidade do modelo flex, graças ao torque superior e aos ajustes exclusivos de direção e suspensão.

A direção, em relação ao Compass flex, é mais firme para se adequar à suspensão, mais alta e também mais rígida.

Tanto no fora de estrada quanto em trechos esburacados dos centros urbanos, o trabalho da suspensão mostra maior robustez e menor rolagem da carroceria, sem deixar o conforto de lado pela eficiente absorção dos impactos.

Jeep Compass Diesel
Central multimídia tem 10,1” Fernando Pires/Quatro Rodas

O Compass diesel supera buracos, valetas e lombadas sem nenhum incômodo.

Continua após a publicidade

Ainda na dirigibilidade, o torque disponível a baixos 1.750 rpm proporciona saídas e retomadas ágeis. O bom casamento com o câmbio (de nove marchas) exalta duas qualidades dos carros a diesel, a força em baixas rotações e o consumo.

Em nossos testes, as médias ficaram em 11,3 km/l na cidade e 15,4 km/l na estrada – contra 9,3 km/l na cidade e 13 km/l na estrada do flex, com gasolina. Se tudo permanece quase igual, o isolamento acústico ficou melhor.

Jeep Compass Diesel
Sistema de tração traz opções de areia/lama e neve Fernando Pires/Quatro Rodas
Jeep Compass Diesel
Fernando Pires/Quatro Rodas

Mesmo que o motor não seja dos mais ruidosos, praticamente nada se ouve com os vidros fechados.

Por dentro, o modelo tem poucas diferenças para o SUV abastecido a etanol e gasolina. O painel segue com os já conhecidos traços elegantes e o acabamento de boa qualidade, com diversas peças feitas com materiais emborrachados.

Na versão Longitude, a parte central é texturizada e dá ares de modernidade. O quadro de instrumentos tem mostradores analógicos com tela colorida central de 7 polegadas ao centro.

Jeep Compass Diesel
O interior tem bom acabamento, com materiais emborrachados, e banco traseiro é espaçoso Fernando Pires/Quatro Rodas
Jeep Compass Diesel
Fernando Pires/Quatro Rodas

Por falar em tela, a central multimídia tem 10,1 polegadas e conexão com Android Auto e Apple CarPlay sem fio. Ainda no interior, quem vai atrás tem ótimo espaço para as pernas – exceto quem vai no meio, que pode se incomodar com o alto túnel central e o console saliente, com as saídas de ar-condicionado.

A lista de equipamentos segue com faróis de led automáticos, ar-condicionado automático bizona, freio de estacionamento eletrônico, carregador de celulares por indução, assistente de descida, seis airbags, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, câmera de ré e piloto automático.

Os bancos são de couro, mas sem ajustes elétricos, e não há sistemas autônomos de segurança, nem mesmo o alerta de pontos cegos. Por outro lado, para reforçar a vocação off-road do modelo, um seletor permite distribuir o torque de acordo com a aderência do terreno escolhido. Entre as opções estão neve, areia/lama e automático.

Jeep Compass Diesel
Motor 2.0 turbodiesel é o mesmo utilizado no Renegade e na Fiat Toro Fernando Pires/Quatro Rodas

Por fora, algumas das novidades já são conhecidas, como as rodas de 18 polegadas e as novas iluminações de faróis e lanternas. Na traseira, o logotipo com a inscrição TD350 4×4 indica o conjunto mecânico ali presente, enquanto a dianteira tem para-choque exclusivo em relação às demais versões flex.

No diesel, a peça tem novos nichos para os faróis de neblina e a base em formato mais diagonal para melhorar o ângulo de entrada, de 30,3o. No flex, são 21,5o.

Jeep Compass Diesel
As rodas, de 17”, são as mesmas do Compass Longitude flex Fernando Pires/Quatro Rodas

Veredicto

O Compass diesel consegue ser ainda mais versátil do que as versões flex, além de mais econômico. Mas cobra caro por isso.

Teste – Jeep Compass Longitude TD350 4×4

  • Aceleração
    0 a 100 km/h: 11,4 s
    0 a 1.000 m: 32,9 s – 157,5 km/h
  • Velocidade máxima: 198 km/h (dado de fábrica)
  • Retomadas
    D 40 a 80 km/h: 4,7 s
    D 60 a 100 km/h: 6,3 s
    D 80 a 120 km/h: 8,2 s
  • Frenagens
    60/80/120 km/h a 0: 15,5/27,5/62,8 m
  • Consumo
    Urbano: 11,3 km/l
    Rodoviário: 15,4 km/l
  • Ruído interno
    Neutro/RPM máx.: 45,9/66,7 dBA
    80/120 km/h: 63,8/73,5 dBA
  • Aferição
    Velocidade real a 100 km/h: 97 km/h
    Rotação do motor a 100 km/h em 8a marcha: 1.600 rpm
    Volante: 2,5 voltas
  • Seu Bolso
    Preço básico: 212.990
    Garantia: 3 anos

Condições de teste: alt. 660 m; temp., 23 °C; umid. relat., 66%; press., 1.012 kPa

Ficha Técnica – Jeep Compass Longitude TD350 4×4

  • Motor: diesel, dianteiro, transv., 4 cil., 16V, turbo, 1.956 cm³, 170 cv a 3.750 rpm, 35,7 kgfm a 1.750 rpm
  • Câmbio: aut., 9 marchas, tração 4×4
  • Direção: elétrica, 11,3 m (diâmetro de giro)
  • Suspensão: ind. McPherson (diant. e tras.)
  • Freios: disco ventilado (diant.), disco sólido (tras.)
  • Pneus: 225/55 R18
  • Peso: 1.760 kg
  • Dimensões: comprimento, 440,4 cm; largura, 181,9 cm; altura, 164 cm; entre-eixos, 263,6 cm; porta-malas, 476 l; tanque de combustível, 60 litros
  • Ângulos: entrada, 30,3º; saída, 32,1º; rampa, 21,6º
  • Vão livre do solo: 21,9 cm

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

capa
A edição 752 de QUATRO RODAS já está nas bancas! arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)