Clique e assine por apenas 8,90/mês

Usados: perda de valor de elétricos é maior

Híbridos, porém, têm menor depreciação

Por Redação - Atualizado em 9 nov 2016, 12h55 - Publicado em 15 dez 2013, 16h21
mercado

A Cap Automotive realizou um estudo sobre os preços de carros usados no Reino Unido durante o mês de outubro. Os resultados foram negativos para os entusiastas de veículos puramente elétricos. De acordo com a empresa, depois de três anos, um EV vale apenas, em média, 20,2% do preço original de venda.

Os carros com motor a combustão possuem depreciação menor, valendo 43,6% do preço original quando movidos a gasolina e 44,7% quando equipados com bloco a diesel.

Mas quem se destacou positivamente foram os carros híbridos, como Toyota Prius e Honda Insight. Pelos dados obtidos no estudo da Cap Automotive, depois de três anos, esse tipo de veículo mantém 45,3% do valor original.

Quando a análise é feita pelo tipo de carroceria, a menor depreciação é dos supercarros, com manutenção de 53,5% do valor. Em seguida, vêm SUVs (53%) e executivos de luxo (52,8%). Tirando os elétricos, a maior depreciação é dos coupé-cabriolets, que mantêm apenas 39,3% do valor após três anos.

Publicidade