Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Segue batalha judicial entre Lotus e seu ex-CEO

Marca acusa Dany Bahar de desviar dinheiro para fins pessoais

Por Rodrigo Furlan Atualizado em 9 nov 2016, 12h10 - Publicado em 4 dez 2012, 15h19
mercado

O imbróglio entre a Lotus e seu ex-CEO, Dany Bahar, parece não ter fim. O novo capítulo na batalha jurídica travada entre ambos é a declaração feita pela tradicional marca inglesa sobre o destino da verba supostamente desviada por Bahar.

De acordo com a montadora, o ex-funcionário utilizou dinheiro que pertencia à companhia para pagar despesas pessoais como motorista particular, viagens de helicóptero, dez relógios de pulso de luxo e reforma de duas propriedades residenciais. Por isso, cobra US$ 4 milhões de Bahar na Justiça.

O ex-CEO, por outro lado, pede indenização de US$ 11 milhões da Lotus, acusando a marca de demiti-lo injustamente.

Continua após a publicidade

Publicidade