Clique e assine por apenas 8,90/mês

Renault Kwid, o mini-Duster que vem para o Brasil

A Renault deve lançar o Kwid em meados de 2016, com motor 1.0 do Nissan March e preço inferior a R$ 30 000. Ele tem a missão de substituir o hatch Clio, mas com uma pegada SUV

Por Paulo Campo Grande - Atualizado em 9 nov 2016, 14h45 - Publicado em 24 nov 2015, 11h00
segredo

Com lançamento previsto para meados de 2016, o Renault Kwid será o primeiro carro 1.0 do Brasil com pegada SUV. Com porte de hatch compacto e espaço para cinco pessoas, ele parece um mini-Duster. Mas põe míni nisso: são apenas 3,68 metros de comprimento, maior que um VW Up! (3,60 metros) e menor que um Gol (3,89). Devido aos para-lamas encorpados e à suspensão elevada, o modelo estreia um conceito que está entre um aventureiro urbano (como o CrossFox) e um SUV.

renalt-kwid-1.jpeg

O Kwid é o primeiro modelo do Grupo Renault-Nissan desenvolvido sobre a plataforma modular chamada CMF-A. Quem foi ao Salão do Automóvel de 2014, em São Paulo, deve se lembrar do Kwid, que foi apresentado em forma de conceito. Aquela unidade, porém, estava bastante modificada em relação à versão que chegará às ruas.

LEIA MAIS:

– Renault produzirá Captur no Brasil já em 2015, diz site

– C-HR Concept: o anti-HR-V da Toyota

– Novo Jeep nacional estreia em 2016

O Kwid real foi apresentado em maio deste ano na Índia. A versão brasileira, porém, será diferente da indiana: o nosso será mais sofisticado em função do gosto local e também da legislação nacional. O Kwid fabricado na Índia tem motor de 800 cm3 e, entre os equipamentos, airbags são itens opcionais. Por aqui, o motor será 1.0 de três cilindros de 74 cv (o mesmo que equipa o Nissan March). Na Índia, o modelo tem preço inicial equivalente a R$ 13 500.

renault-kwid-2.jpeg

No Brasil, o objetivo da fábrica é que ele custe menos de R$ 30 000. O Kwid terá a missão de substituir o nosso Clio, que no Brasil ainda é o exemplar da segunda geração, apresentada em 1998. A princípio, parece estranho trocar um hatch por um SUV, mas esse é o posicionamento do modelo na Índia, onde ele concorre com hatches como Hyundai Eon e Maruti Auto.

Continua após a publicidade
Publicidade