Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Renault Duster será vendido como Lada para continuar em produção na Rússia

Divisão russa da marca de origem francesa foi transferida para o Estado após instalidades geradas por sanções econômicas

Por Lukas Kenji Atualizado em 16 Maio 2022, 22h12 - Publicado em 16 Maio 2022, 17h42

O processo de nacionalização da divisão russa da Renault pelo governo já provoca alterações inusitadas. Foi anunciado nesta segunda-feira (16) que o Duster vai deixar o emblema da marca de origem francesa de lado e passará a ostentar o emblema da Lada.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

A mudança se dá em consequência do recente anúncio de que a Renault Rússia vai passar para as mãos de Moscou. Está previsto no negócio que 67,69% da AvtoVAZ, proprietária da Lada, será transferido ao NAMI, o Instituto Central de Pesquisa e Desenvolvimento de Automóveis e Motores.

A fabricante russa instalada em Tolyatti, cidade localizada a 1.000 km de Moscou, tinha a maior parte da operação controlada pela Renault desde 2007. A união das marcas colocou três modelos entre os dez mais vendidos de 2021. Os dois primeiros foram Vesta e Granta, assinados pela Lada, enquanto o Duster foi nono carro mais emplacado.

De acordo com o diretor do departamento da indústria automotiva e engenharia ferroviária do Ministério da Indústria e Comércio da Rússia, Denis Pak, o Lada Duster deve começar a ser fabricado ainda neste ano.

Continua após a publicidade

Curiosamente, a AvtoVAZ já havia iniciado o desenvolvimento do Lada Niva de terceira geração com base do Duster.

Renault Duster fabricado na Rússia
Renault Duster fabricado na Rússia Divulgação/Renault

Todo essa história de transição da operação russa da Renault para o Estado é decorrência das instabilidades de mercado provocadas pela Guerra na Ucrânia. A Rússia sofreu sanções internacionais e viu diversas montadoras deixaram o mercado.

A Renault Rússia chegou a abranger 30% de participação do mercado e era a segunda maior operação do Renault Group mundialmente.

Compartilhe essa matéria via:

Um dos maiores impasses do processo de transição da montadora é como será feito o fornecimento de componentes para a linha de montagem russa. Outra incógnita é se os modelos Captur e Arkana também seguirão os caminhos do Duster e serão fabricados pela Lada.

Havia expectativa de que esses modelos fossem desenvolvidos sob a Moskvitch, fabricante criada durante a União Soviética e que declarou falência em 2006. Segundo o prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, tal marca seguirá produzindo carros a combustão mas no futuro trabalhará no desenvolvimento de carros elétricos.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)