Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Prefeitura de São Paulo diz que vai regularizar Uber

Objetivo é fazer com que aplicativo não concorra com táxis

Por Rodrigo Furlan/Foto: Getty Images Atualizado em 9 nov 2016, 14h41 - Publicado em 25 set 2015, 15h26
geral

Apesar de a Câmara Municipal de São Paulo ter aprovado o projeto de lei que proíbe a utilização de aplicativos de caronas remuneradas no munícipio, tendo como alvo direto o serviço oferecido pelo Uber, a tendência é de que isso não aconteça. De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, o prefeito Fernando Haddad vai regulamentar o uso do aplicativo.

O anúncio aconteceu durante uma palestra de Haddad a estudantes do Instituto de Estudos Políticos (SciencesPo), em Paris. Em vez de simplesmente barrar o Uber, o objetivo do prefeito é encontrar uma maneira para que o serviço não entre em conflito com o que já é oferecido pela frota municipal de táxis. Essa regulamentação deve ocorrer em até dez dias.

“Não há consenso no Brasil sobre esses aplicativos de compartilhamento, a chamada carona paga. Pessoalmente, não acredito em um programa de mobilidade sem regulação do Estado. Já vi isso acontecer em São Paulo e toda desregulação radical acaba gerando mais problemas do que soluções”, disse Haddad.

Vale recordar que a proibição do Uber foi aprovada pelo plenário no último dia 9, por 43 votos a favor, três contra e cinco abstenções. Na ocasião, houve grande pressão do Sindicato dos Taxistas, que ocuparam as ruas ao redor da Câmara paulistana e manifestaram sua preocupação com a falta de legalidade do aplicativo.

VEJA MAIS– Proibição do uso do Uber em São Paulo é aprovada– Surpresa: meu carona do Uber tem um McLaren!

Continua após a publicidade

Publicidade