Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Porsche confirma 911 híbrido plug-in

Versão sustentável do esportivo, no entanto, não chegará antes de 2020

Por Vitor Matsubara Atualizado em 23 nov 2016, 20h28 - Publicado em 22 jan 2016, 12h01
Porsche 911 Turbo S 2016
Projeto ainda está em fase inicial de desenvolvimento

Foram meses de especulações, informações não confirmadas e, por fim, flagrantes de protótipos. Mas a Porsche, enfim, confirmou que está desenvolvendo uma versão híbrida plug-in de seu modelo mais consagrado, o 911.

A revelação aconteceu durante conversas com jornalistas da revista Autocar no Salão de Detroit, quando o engenheiro-chefe do 911 Turbo, Erhard Mossle, admitiu que o projeto já está sendo executado.  Mas nem adianta se animar, porque será praticamente impossível vermos um 911 híbrido pelas ruas antes de 2020.

“Leva algum tempo para lançarmos um veículo deste tipo no mercado. Há vários fatores a serem resolvidos antes disso”, afirmou Mossle.

Até agora, sabe-se que um dos maiores entraves no andamento do projeto será encontrar espaço suficiente para instalar as baterias ao lado do motor traseiro boxer. Além disso, a inclusão de baterias e de pelo menos um motor elétrico tornaria o veículo mais pesado do que as demais versões. Os engenheiros da Porsche já estão trabalhando para deixá-lo o mais leve possível sem precisar recorrer ao uso de materiais extremamente caros e raros.

De acordo com Mossle, usar fibra de carbono de forma maciça seria inviável por conta do alto volume de produção do 911, o que aumentaria o custo final do veículo. Pelo menos por enquanto, já que muita coisa pode mudar até 2020.

Continua após a publicidade

Publicidade