Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Por infraestrutura melhor, Salão do Automóvel vai para o SP Expo

Evento acontecerá entre 10 e 20/11;  novo local terá ar-condicionado e 4.500 vagas cobertas

Por Vitor Matsubara Atualizado em 23 nov 2016, 20h50 - Publicado em 30 mar 2016, 15h59
São Paulo Expo
Centro de exposições foi totalmente reformado para receber feiras a partir de abril

O maior evento da indústria automotiva será realizado em um novo lugar neste ano. O Salão do Automóvel de São Paulo sairá, enfim, do Pavilhão de Exposições do Anhembi para o São Paulo Expo, antigo Centro de Exposições Imigrantes. O local fica no quilômetro 1,5 da Rodovia dos Imigrantes. Além de oferecer fácil acesso por vias como a Marginal Pinheiros e Avenida dos Bandeirantes, o São Paulo Expo fica a 850 metros da estação Jabaquara do metrô – mais próximo do que os 1.500 metros que separavam a estação Tietê do Anhembi. A feira acontecerá entre os dias 10 e 20 de novembro em um espaço totalmente reformulado e melhorado para receber não só o Salão como várias outras feiras já a partir de abril.

Um dos cinco maiores evento do gênero em número de visitantes (ao lado dos Salões de Paris, Frankfurt, Detroit e Tóquio), o Salão do Automóvel recebeu mais de 750 mil visitantes em sua última edição, segundo números divulgados pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, organizadora da feira. Para este ano, a expectativa é que este número aumente ainda mais, considerando o interesse natural das pessoas pelo evento e a melhor infra-estrutura oferecida pelo São Paulo Expo. O novo local contará com uma área de exposição de 90 mil metros quadrados totalmente climatizada, acabando com um dos maiores problemas do Anhembi: a alta temperatura dentro do pavilhão em dias quentes. Além do ar-condicionado, o local oferecerá outra área externa de 20 mil metros quadrados dedicados a realização de test-drives. Até o momento, Jaguar, Land Rover, Citroën, Peugeot e Volkswagen já confirmaram presença neste espaço, sendo que outras montadoras ainda estão em negociação.

A dificuldade em estacionar, outra grande deficiência do Anhembi, promete ser solucionada com a construção de um edifício com 4.500 vagas cobertas anexo ao centro de exposições – de acordo com a Reed, uma passarela coberta de 50 metros de extensão vai separar os dois ambientes. Haverá ainda mais 1.500 vagas descobertas para atender ao público, que poderá realizar o pagamento de forma antecipada ou no ato da saída em máquinas eletrônicas espalhadas pelo pavilhão e pelo estacionamento. Leitores de “Sem Parar” serão instalados em todas as cancelas, permitindo economizar tempo na entrada e saída do público.

“A edição deste ano estará ainda mais em linha com os objetivos da indústria automobilística de oferecer cada vez mais tecnologia, modernidade, conectividade e conforto. Além disso, é um evento que tradicionalmente mexe com os sentimentos dos consumidores e apaixonados por carros. Por estas razões, a expectativa é extremamente positiva e não temos dúvida que será um grande Salão. O Salão da retomada”, afirmou o presidente da Anfavea, Luiz Moan.

Assim como nas edições anteriores, haverá venda de ingressos online, por meio da Tickets for Fun. Os valores, porém, são um pouco salgados: quem optar por visitar o evento no primeiro dia precisará pagar R$ 40, enquanto os ingressos para os dias da semana e o último domingo de exposição (20/11) sairão por R$ 70. O ingresso mais caro será o dos finais de semana e feriados: R$ 95. Até o momento, algumas marcas já confirmaram presença no Salão: Audi, BMW/MINI, Chevrolet, Chrysler, Citroën, Dodge, Fiat, Ford, General Motors, Honda, Hyundai, Jaguar, Jeep, Kia, Land Rover, Lexus, Mercedes-Benz, Nissan, Peugeot, Porsche, RAM, Renault, Subaru, Suzuki, Toyota, Troller e Volkswagen. 

Continua após a publicidade

Publicidade