Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Novidade da Pirelli faz pneus consertarem furos sozinhos

A tecnologia Seal Inside oferece praticidade e segurança: motorista não precisa parar para trocar o pneu na maioria das perfurações

Por Abril Branded Content Atualizado em 5 ago 2022, 19h13 - Publicado em 5 ago 2022, 13h38

Um pneu furado, por si só, já é um grande transtorno. Afinal, o deslocamento é interrompido, provocando atrasos, além do nada divertido processo de substituí-lo pelo estepe. Mas pior mesmo é quando esse incômodo se transforma em motivo de preocupação.

Que o diga quem já teve que fazer uma troca durante a madrugada, em um lugar ermo, com a família dentro do carro e o porta-malas lotado – que precisou ser esvaziado para se ter acesso ao estepe. Uma experiência que, certamente, não traz boas lembranças.

Ah, como seria bom se houvesse pneus que conseguissem consertar seus furos sozinhos. Mas, olha só, sabia que eles já existem? Sim, são os pneus com a tecnologia Seal Inside da Pirelli, capazes de realizar a vedação da maioria das perfurações nos pneus sem intervenção humana.

Na prática

Os pneus com a tecnologia Seal Inside possuem uma massa vedante em seu interior. Ela é capaz de fechar imediatamente perfurações de até 5 milímetros na banda de rodagem – provocadas por objetos de até 4 milímetros. A vedação acontece já no momento da perfuração, fique o objeto preso no pneu ou não.

Como o processo é muito rápido, é provável que o motorista nem se dê conta de que o furo aconteceu naquele momento e siga dirigindo normalmente. O mais importante é que, como não há perda de pressão interna, não há nenhuma alteração na dirigibilidade e segurança do veículo.

Segundo estudos da Pirelli, 85% das perfurações ocorridas durante a vida útil de um pneu são provocadas por objetos de até 4 milímetros.

Em outras palavras, a tecnologia Seal Inside reduz drasticamente a possibilidade de que você seja obrigado a substituir um pneu que furou. É mais conforto e praticidade em seu dia a dia – sem falar que você e sua família ganham muito mais segurança e tranquilidade, seja na cidade ou na estrada.

 

Vantagens extras

Quando um furo acontece em um pneu convencional, não é sempre que a pressão do ar diminui imediatamente. Muitas vezes, há um pequeno e contínuo vazamento, que faz o pneu baixar de forma gradativa, quase imperceptível.

Assim, leva um certo tempo até que o motorista se dê conta de que houve um furo. E aí o pneu acaba rodando com a pressão baixa por muitos quilômetros. Resultado: aumento no seu desgaste e no consumo de combustível do automóvel.

Em casos mais extremos, tal situação provoca o comprometimento da estrutura do pneu – e, consequentemente, a segurança –, fazendo com que ele precise ser substituído prematuramente. Na ponta do lápis, sinônimo de um custo significativo.

Outra vantagem da tecnologia Seal Inside é que sua estrutura é idêntica à dos pneus convencionais. Sua instalação não demanda rodas com um aro específico, nem altera o comportamento dinâmico do veículo – ao contrário do que acontece, por exemplo, com os pneus Run Flat.

A estrutura idêntica ainda permite que os pneus com tecnologia Seal Inside e os convencionais sejam usados simultaneamente. Ou seja, se for preciso, você pode instalar um par novo com tecnologia Seal Inside e manter dois convencionais – sem nenhum tipo de comprometimento de performance, dirigibilidade ou segurança. Lembrando que a indicação é a de sempre utilizar pneus idênticos no mesmo eixo.

A tecnologia Seal Inside não exige que o veículo seja equipado com o sistema de monitoramento de pressão dos pneus (TPMS).

Como funciona

A camada de massa vedante recobre toda a área interna correspondente à banda de rodagem. Quando um objeto de até 4 milímetros de diâmetro perfura o pneu nessa área, ele é imediatamente envolvido por essa massa, que ocupa o espaço entre o objeto e o pneu, impedindo a perda de pressão do ar.

Mesmo que o objeto que provocou a perfuração saia do pneu, não haverá perda de pressão. Isso porque o objeto vai “arrastar” a massa, fazendo a vedação completa do orifício.

Continua após a publicidade

Nos dois casos, não haverá perda de pressão e o motorista seguirá viagem normalmente. A dirigibilidade, o comportamento dinâmico e a segurança do veículo continuam intactos.

Os mesmos cuidados

Já vimos que a estrutura e o comportamento dos pneus com tecnologia Seal Inside são idênticos a dos pneus convencionais.

Por isso, os cuidados de manutenção são os mesmos – tal como a calibragem semanal com os pneus ainda frios e com a pressão recomendada pelo fabricante do veículo e a inspeção mensal para checar se o desgaste da banda de rodagem não está acontecendo de forma irregular.

O prazo de validade é idêntico aos dos pneus convencionais. E não é preciso se preocupar com a massa vedante – que, na verdade, tem validade indeterminada (ou seja, a massa vedante mantém as suas características durante toda a vida útil do pneu).

E a presença da massa vedante não traz nenhuma restrição. Testada em condições extremas, a tecnologia Seal Inside funciona tanto em meio à neve, no frio abaixo de zero, como no calor escaldante de um deserto.

E se…

Caso um objeto com diâmetro maior que 4 milímetros perfurar o pneu, ele pode perder pressão aos poucos ou imediatamente – tal como acontece quando ocorre um furo de qualquer diâmetro em um pneu convencional.

Nesse caso, o reparo do pneu com tecnologia Seal Inside pode ser feito com as mesmas técnicas recomendadas para os pneus convencionais. O único ponto de atenção é que essa mínima área do reparo, de alguns centímetros quadrados, perderá sua capacidade autovedante.

(Mas convenhamos que a possibilidade de ocorrer um segundo furo, exatamente na região do reparo, é mínima para não dizer nula.)

E se, durante a calibragem semanal ou em uma inspeção da banda de rodagem, o motorista detectar que um objeto perfurou o pneu? Nesse caso, é recomendável a avaliação de um especialista, a sua retirada e a realização de um reparo definitivo. Isso porque a vibração do pneu pode movimentar objeto e, dessa forma, aumentar o tamanho do furo e, dessa forma, provocar a perda de pressão.

Pneu Seal Inside X convencional

Construção
A estrutura dos pneus com tecnologia Seal Inside é idêntica à dos modelos convencionais. A única diferença está na aplicação de uma camada de massa vedante na parte interna, englobando toda a área da banda de rodagem, antes do processo de vulcanização.

Ao volante
Ao trocar o jogo de pneus convencionais por um com tecnologia Seal Inside, o veículo mantém as reações de aceleração, frenagem e nas curvas. Ou seja, seu comportamento dinâmico, sua performance e a segurança dos passageiros são exatamente os mesmos.

Manutenção
As recomendações de rotina são as mesmas dos pneus convencionais: calibragem semanal com os pneus frios e inspeção da banda de rodagem. Se um objeto estiver preso, deve-se procurar um especialista para sua retirada e conserto definitivo – a longo prazo, a vibração pode aumentar o furo e provocar perda de pressão.

Quando acontece um furo
Pneu convencional:
Seja qual for o tamanho do objeto, a perfuração provoca a perda de pressão, que pode ser imediata – a famosa “roda no chão”, que vai demandar a sua substituição pelo estepe – ou gradual, quando o pneu vai se esvaziando aos poucos.
Seal Inside:
Se o furo tiver até 5 milímetros de diâmetro, ele será vedado na hora. É provável que o motorista nem perceba que ocorreu uma perfuração. Se o furo for maior que isso, o pneu poderá ser reparado normalmente com as mesmas técnicas recomendadas para os pneus convencionais.

Gama de produtos

A tecnologia Seal Inside da Pirelli está disponível nas linhas Cinturato e Scorpion, do aro 16 ao 19. Isso cobre 70% desse segmento, atendendo SUVs, crossovers, hatches e sedãs.

Futuramente, a Pirelli ampliará a oferta da nova tecnologia, abrangendo outros aros e medidas.

O novo conceito de mobilidade estendida Seal Inside é o mais novo legado da Pirelli. A marca completou 150 anos de inovação tecnológica em 2022, período em que sempre buscou ampliar o conforto e a segurança de quem roda pelas estradas mundo afora.

 

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês