Clique e assine por apenas 5,90/mês

Mulher bate e foge, mas é presa por causa do assistente de emergência de seu carro

Sistema ligou para o serviço de resgate 911 e dedurou proprietária

Por Guilherme Fontana - Atualizado em 9 nov 2016, 14h46 - Publicado em 7 dez 2015, 15h30
seguranca

Recém-chegados ao Brasil, os sistemas de emergência podem ser mais úteis do que imaginamos. Além de sua função primordial, que é a de chamar socorro em caso de acidentes, o equipamento pode servir ainda como um “dedo duro” caso você fuja de uma batida – como aconteceu com Cathy Bernstein, 57 anos, nos Estados Unidos, que foi presa após fugir de um acidente.

Ao trafegar pelas ruas de Port St. Lucie, na Flórida (EUA), Cathy bateu com seu Ford Focus preto na traseira de um Dodge Grand Caravan prata, deixando ambos os carros consideravelmente danificados. A ocupante da van teve de ser levada ao hospital por fortes dores nas costas, enquanto Cathy fugiu ilesa do local.

LEIA MAIS:

– Top Ten: carros que foram pioneiros em itens de segurança

– Teste constata insegurança em modelos de cadeirinhas para crianças

– Proteste lança abaixo-assinado para tornar controle de estabilidade obrigatório

No entanto, o Focus de Cathy, equipado com o assistente de emergência da Ford incorporado à central multimídia Sync, ligou para o serviço de resgate (911). O sistema funciona quando o veículo tem os airbags acionados e/ou quando há o corte de combustível, ligando automaticamente para o resgate (SAMU, no caso do Brasil) e informando as coordenadas exatas do local do acidente. Com isso, o carro de Cathy entrou em contato com o serviço, para o qual ela negou o envolvimento em uma batida. “Eu não bati em ninguém”, disse ela ao atendente. “Então por que seu carro ligou dizendo que ele tinha sofrido um acidente? Ele não faz isso sem ter um motivo. Você deixou o local de um acidente?”, questionou o atendente à mulher.

Mesmo assim, Cathy seguiu para casa com o carro danificado, sem prestar socorro e registrar a batida. O que ela não esperava, era que a polícia iria até sua casa para investigar o ocorrido. Ao chegarem, os policiais descobriram o Focus de Cathy com a dianteira amassada e com marcas de tinta prata (cor da van na qual ela havia batido) – ela insistiu que havia se chocado contra uma árvore. O resultado? Cathy Bernstein foi presa e liberada após o pagamento de fiança.

Continua após a publicidade
Publicidade