Mitsubishi Eclipse vai voltar… na forma de um SUV

O nome é do cupê esportivo que fez cabeça de quem viveu os anos 90, mas a suspensão elevada e o "Cross" no nome devem causar polêmica

Quem diria que o cupê esportivo se transformaria em um SUV? Quem diria que o cupê esportivo se transformaria em um SUV?

Quem diria que o cupê esportivo se transformaria em um SUV? (Divulgação/)

Um dos esportivos mais marcantes dos anos 1990, o Mitsubishi Eclipse deixou de ser produzido em 2011 já sem a relevância de outrora. Agora a Mitsubishi quer ressuscitar o nome do esportivo, mas de um jeito um diferente: em um SUV médio.

Trata-se do Mitsubishi Eclipse Cross, versão de produção do conceito XR-PHEV II que será apresentado em março no Salão de Genebra. As imagens de teaser divulgadas pela fabricante mostram que elementos como a frente pontiaguda, as linhas ascendentes nas laterais e o caimento acentuado do teto serão mantidos no carro de produção. A ideia é conferir certa esportividade e um mínimo de identidade ao usar nome tão característico.

O vidro traseiro dividido pelo prolongamento das lanternas será um dos traços de personalidade do novo Eclipse O vidro traseiro dividido pelo prolongamento das lanternas será um dos traços de personalidade do novo Eclipse

O vidro traseiro dividido pelo prolongamento das lanternas será um dos traços de personalidade do novo Eclipse (Divulgação/)

Se tiver os mesmos 4,49 m de comprimento do carro-conceito, o Eclipse Cross estará exatamente no meio termo entre ASX (com seus 4,29 m) e Outlander (de 4,69 m). A ideia seria concorrer com SUVs compactos mais caros e os médios mais baratos. No Brasil, Honda HR-V, Jeep Renegade, Hyundai ix35 e Jeep Compass. 

A plataforma do Eclipse Cross será uma variação encurtada da utilizada pelo Outlander. Desta forma, será possível oferecer o sistema de tração integral S-AWC e, futuramente, ter uma versão híbrida plug-in (que pode ser recarregada em tomada) com sistema muito parecido com o do Outlander PHEV. 

Teto com caimento acentuado na traseira tenta dar esportividade ao modelo Combinação entre linhas ascendentes nas laterais e teto com caimento suave deixam o perfil mais agressivo

Combinação entre linhas ascendentes nas laterais e teto com caimento suave deixam o perfil mais agressivo (Divulgação/)

Com início das vendas previsto para o segundo semestre, o novo Eclipse terá motor 1.5 turbo com injeção direta de gasolina e cerca de 160 cv combinado ao câmbio CVT, enquanto o 2.2 turbodiesel, com câmbio automático de seis marchas, equipará versões mais caras.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. eu achei bonito