Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Modelos raríssimos da Mini são destruídos em suposta pegadinha do TikTok

Coleção familiar incluía exemplares em pinturas exclusivas e limitado raro Mini Rio. Colecionadores vêm se mobilizando para tentar salvá-los

Por Eduardo Passos Atualizado em 17 Maio 2021, 22h55 - Publicado em 18 Maio 2021, 08h00
Mini vandalizados na Inglaterra
Mini Sky 1989 foi passado de avô para netas mas não resistiu à ação de vândalos na Inglaterra Reprodução/SWNS

Na maioria das pegadinhas da internet, as vítimas riem ao descobrirem a brincadeira, totalizando apenas alguns instantes de estresse. O que aconteceu semana passada na Inglaterra, entretanto, não tem a menor graça e tende a ser irreversível.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90.

Seja por vandalismo ou simples ‘trollagem’, como suspeita a proprietária, quatro carros da Mini — incluindo três unidades raríssimas — foram destruídos durante a noite, causando prejuízo histórico, financeiro e sentimental a uma família que cuida dos carrinhos há décadas.

O incidente ocorreu na cidade de Northampton, onde Anja Elise McCormick preserva suas edições limitadas da marca junto aos parentes. Pouco após descobrir o ataque, a jovem de 27 anos foi às redes detalhar o prejuízo, na ordem das centenas de milhares de reais.

Sem razões aparentes, os carros foram alvos de pedradas, pichações e tacos de madeira com pregos nas pontas. Detalhes como faróis e tetos foram especialmente atacados, arrasando itens de tiragem limitada no que Anja suspeita ser uma ação de engraçadinhos do TikTok.

Teto em rosa pastel do Mini Rose foi perfurado, destruindo o estofamento interno
Teto em rosa pastel do Mini Rose foi perfurado, destruindo o estofamento interno Reprodução/SWNS
Continua após a publicidade

Entre os carros vandalizados, há um Mini Sky de 1989, baseado no Mini City e lançado em comemoração aos 30 anos da montadora. Ao todo apenas 500 unidades foram vendidas, trazendo exclusiva combinação de carroceria branca e teto azul. O modelo havia sido dado de presente pelo avô de McCormick às netas antes de seu falecimento.

Mini Rio 1993 lateral
Uma década após o Duran Duran, Mini também lançou seu “Rio”. Ao invés de guitarras e teclados, a música vinha do motor 1.3 Oxyman/Domínio Público

Mesmo destino teve o Mini Rose com a bandeira do Reino Unido no teto, em posse da família e também datado de 1989, quando a montadora lançou séries limitadas do City 1.0 com pinturas únicas. Os modelos de duas portas vinham com transmissão manual de quatro marchas, 42 cv de potência, velocidade máxima de 129 km/h e, atualmente, são disputados por colecionadores ao redor do mundo.

Mini Sky 1989
Mini Sky foi lançado em par com o Mini Rose, trocando o teto em rosa pastel pelo azul pastel Zack's Motor Photos/Reprodução

Também houve danos a um Cooper sem data especificada e um dos 750 carros da série especial Rio, feita em 1993 com base no Mini Sprite. O Mini Rio é notável pela decoração vibrante e pioneirismo em recursos que fazem sucesso em meio a entusiastas, tais como abertura interna do capô.

Mini vandalizados na Inglaterra (6)
Pigmentos raros foram danificados pela tinta em spray Reprodução/Facebook

Em busca de respostas, Anja McCormick anunciou 1.000 libras como recompensa a quem tivesse pistas sobre os autores do ataque. Mais do que isso, porém, o relato gerou comoção da comunidade automotiva global, que tanto vem se mobilizando em busca dos responsáveis quanto também ofereceu ajuda para reconstruir um pedaço da história automotiva global.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa Quatro Rodas Abril

Continua após a publicidade

Publicidade