Clique e assine por apenas 8,90/mês

Mercedes-Benz deve oficializar produção no México

Modelos fabricados seriam CLA e sedã derivado do Classe A

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 9 nov 2016, 13h47 - Publicado em 23 jun 2014, 20h53
mercado

O conselho administrativo da Daimler AG deve aprovar em até duas semanas a construção dos dois modelos da Mercedes-Benz no México.

Segundo informações da revista alemã Manager Magazin, os carros escolhidos serão a nova geração do CLA e um “sedã derivado do Classe A”. Os veículos serão produzidos na planta da Nissan em Aguascalientes, graças a um acordo de cooperação firmado entre os grupos Daimler e Renault-Nissan, no qual o conglomerado alemão contribui com sua expertise nos segmentos de luxo e o grupo franco-japonês compartilhará plataformas de modelos compactos.

A linha de montagem deve começar a operar em 2017 exportando veículos para os Estados Unidos. Além dos modelos Mercedes-Benz, o acordo prevê a fabricação de um compacto Infiniti (marca de luxo da Nissan) baseado na plataforma de tração dianteira originalmente desenvolvida pela Mercedes-Benz. A produção anual deve ser entre 100 e 150 mil unidades.

Além da marca de Stuttgart, suas compatriotas (e rivais) BMW e Audi devem fabricar automóveis no México. A BMW estaria prestes a oficializar a produção dos modelos Série 1 e Série 3, além de veículos Mini. A Audi já está construindo sua primeira fábrica mexicana em San Jose Chiapa, que terá capacidade de produzir até 150 mil unidades do utilitário esportivo Q5 a partir de 2016.

Fenômeno semelhante acontecerá no Brasil nos próximos anos: a BMW prepara a inauguração de sua planta em Araquari (SC) ainda neste ano, enquanto Audi e Mercedes-Benz prometem inaugurar em até dois anos linhas de montagem nas cidades de São José dos Pinhais (PR) e Iracemápolis (SP), respectivamente.

Continua após a publicidade
Publicidade