Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Greve dos funcionários da GM em Gravataí continua

Audiência na Justiça trabalhista deve acontecer na sexta-feira

Por Rodrigo Furlan Atualizado em 9 nov 2016, 12h23 - Publicado em 25 abr 2013, 19h20
mercado

A greve organizada por funcionários da fábrica da General Motors em Gravataí (Rio Grande do Sul) continua nesta quinta-feira (25). Um dia depois de seu início, a paralisação já começa a afetar a produção de carros como Chevrolet Celta, Onix e Prisma. Em dias normais, são montadas 1,2 mil unidades no local.

Cerca de 4 mil funcionários, todos eles dos três turnos da linha de montagem de Gravataí, seguem com as seguintes reivindicações: 12% de reajuste salarial, R$ 4,5 mil de abono e R$ 12 mil de participação nos lucros e resultados (PLR). A proposta feita pela GM é menor: reajuste de 8,2%, abono de R$ 2,8 mil e PLR de R$ 8.650.

Outro ponto exigido pelos grevistas é a equiparação do piso salarial para funcionários de Gravataí (R$ 1.022) com o piso oferecido aos trabalhadores das plantas paulistas de São Caetano do Sul e São José dos Campos (R$ 1.712).

De acordo com o site G1 RS, a GM anunciou para esta sexta-feira (26) a realização de uma audiência com o Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí, na Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul.

Continua após a publicidade

Publicidade