Clique e assine por apenas 8,90/mês

Governo pode adiar obrigatoriedade de ABS e airbag para 2016

Ministro Guido Mantega diz que decisão sairá na próxima terça

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 9 nov 2016, 12h55 - Publicado em 11 dez 2013, 12h38
fabricantes

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques, e o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, solicitaram à presidente Dilma Rousseff o adiamento da medida que obriga a inclusão de airbag duplo e freios ABS em todos os carros feitos no país a partir de janeiro de 2014. O pedido já havia sido revelado por QUATRO RODAS em outubro.

Em assembleia realizada no pátio da Volkswagen na última segunda-feira, o secretário-geral do Sindicato, Wagner Santana, afirmou que o governo divulgará uma Medida Provisória na próxima semana, permitindo a implantação gradual e progressiva dos equipamentos até janeiro de 2016.

A preocupação dos metalúrgicos é com as demissões previstas nas linhas de montagem dos modelos Kombi e Gol G4 com o fim da produção destes carros. Caso a MP realmente seja sancionada, Ford Ka e Fiat Mille também ganhariam sobrevida nas ruas.

Nesta quarta-feira, de acordo com informações da Agência Estado, o Ministro da Fazenda, Guido Mantega, admitiu a possibilidade de postergar a obrigatoriedade total destes itens.

“Possivelmente vamos adiar a entrada em vigor. Passaria para 100% e provavelmente vamos diferir isso em um ou dois anos. Ainda não fechamos a proposta, vamos fazê-lo na terça-feira “, disse Mantega. Segundo o ministro, 60% dos veículos hoje já têm esses equipamentos.

Continua após a publicidade
Publicidade