Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

GM não teria incluído todas unidades defeituosas do Cobalt em recall

Ações judiciais alegam que modelos de 2010 também apresentam falhas e não estão no chamado

Por redação Atualizado em 9 nov 2016, 13h33 - Publicado em 26 mar 2014, 10h51
recall

A General Motors está enfrentando novas ações judiciais nos estados da Califórnia e do Alabama, nos Estados Unidos, relativas aos interruptores de ignição defeituosos que forçaram o recall de cerca de 1,6 milhão de veículos da Chevrolet, Pontiac e Saturn, após seis pessoas morrerem em acidentes, em parte devido à falha no acionamento dos airbags.

No caso da Califórnia, um processo foi aberto em um tribunal federal em São Francisco, alegando que o problema na chave de ignição também está presente no modelo Cobalt do ano de 2010, da Chevrolet. Atualmente, o chamado da GM só cobre os carros produzidos entre 2005 e 2007.

O caso Alabama, por sua vez, alega que a GM enviou boletins de serviços técnicos para as concessionárias do estado alertando que as chaves podem se “prender” ou “grudar” na ignição dos Cobalts e outros veículos não incluídos no recall.

“Nós não vamos comentar alegações específicas”, disse o porta-voz da GM, Jim Kane, ao site Autoblog. “Estamos confiantes de que realizamos o recall com todos os veículos que poderiam apresentar defeito”.

O vice-presidente da GM, Mark Reuss, reforçou a afirmação de Kane, ao falar em uma mesa redonda na semana passada, de acordo com o site Automotive News. “Onde o interruptor de ignição foi utilizado na produção, fizemos uma muito leitura precisa e completa por todas as etapas”, disse Reuss.

*Na foto, um Chevrolet Cobalt 2006

Continua após a publicidade

Publicidade