Fisker é processada por não dar aviso prévio aos trabalhadores

Montadora demitiu 75% dos funcionários

mercado mercado

mercado (/)

Após confirmar a demissão de 75% dos funcionários na sexta-feira (5), a Fisker agora enfrenta outro problema delicado. A montadora está sendo processada por não notificar os funcionários demitidos pelo menos 60 dias antes da ação, conforme ditam as leis trabalhistas sobre o aviso prévio nos Estados Unidos.

Além disso, a Fisker está sendo acusada de não pagar salários e outros benefícios aos seus empregados. Independentemente do resultado da ação, as chances de a montadora se reerguer no momento são mínimas.

Existem algumas exceções nas leis norte-americanas (Worker Adjustment and Retraining Notification – WARN) relacionadas às “circunstâncias imprevisíveis de negócios” e “empresa vacilante” que poderiam muito bem ser o caso da Fisker Automotive. Com a situação muito delicada, é bem provável que a montadora decrete falência.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s