Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Família fundadora da Peugeot pode passar controle à GM

PSA Peugeot Citroën receberia injeção de capital

Por Rodrigo Furlan Atualizado em 9 nov 2016, 12h31 - Publicado em 27 jun 2013, 15h35
mercado

Uma negociação complexa pode ser concretizada em breve por duas das maiores companhias automotivas do planeta. De acordo com a Agência Reuters, a família fundadora da Peugeot se dispôs a abrir mão do controle da PSA Peugeot Citroën, passando a responsabilidade à General Motors.

A decisão seria motivada pela crise enfrentada pela fabricante francesa, que registra recente prejuízo líquido de € 5 bilhões. Como a GM já possui 7% das ações da PSA Peugeot Citroën, a família Peugeot, que detém 25,4 % do capital total e 38,1 % de direito de voto no grupo, e o presidente-executivo Philippe Varin teriam se voltado à companhia norte-americana como possibilidade de salvação do grupo, com uma suposta injeção de capital.

De acordo com a matéria, a concretização do negócio poderia indicar o fechamento de mais fábricas (e, consequentemente, aumento do desemprego local), tanto por parte da Peugeot e da Citroën como por parte da Opel, marca mais difundida da GM na Europa.

Procuradas, as duas companhias envolvidas no caso não comentaram o assunto.

Continua após a publicidade
Publicidade