Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Carros novos e usados ficarão mais caros em São Paulo em 2021

Novas alíquotas de ICMS entram em vigor em 15 de janeiro para aumentar preços de carros novos e usados vendidos por lojistas

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 2 jan 2021, 20h12 - Publicado em 2 jan 2021, 20h10
usados
Imposto pago na venda de carros usados ficará 207% mais alto Acervo/Quatro Rodas

A virada de ano sempre é marcada por reajustes e cobranças de impostos. Quem mora no Estado de São Paulo verá um combo: mudanças nas alíquotas do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) terão impacto no preço dos carros novos, que naturalmente já ficam mais caros na virada do ano, e até nos dos carros usados

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 6,90

A partir de 15 de janeiro, carros usados vendidos por lojistas pagarão 207% mais ICMS do que antes. O que houve foi uma mudança na base de cálculo considerada na emissão da nota fiscal da venda do veículo.

A base de cálculo é o valor do carro na nota. Pela regra antiga, considerava-se apenas 10% do valor do carro para a cobrança dos 18% do ICMS. Agora, o imposto é aplicado sobre 30,7% do valor do carro. Se havia uma redução de 90% sobre a base de cálculo, agora a redução é de 69,3%.

O lojista que negociar um carro usado de R$ 50.000 até 15 de janeiro pagará R$ 900 de imposto. A partir de 15 de janeiro, quando passa a valer a nova alíquota, ele terá que pagar R$ 2.763. O lojista também é obrigado por lei a prestar garantia do veículo.

Continua após a publicidade

Não há cobrança de imposto na venda de carros usados por particulares, que também não são obrigados a dar garantia no veículo.

Isso terá um impacto no preço dos carros usados vendidos em lojas em um momento que o setor está aquecido. Com o aumento significativo nos preços dos carros novos desde o início da pandemia, o brasileiro está optando mais por carros usados.

E o carro novo também ficará mais caro em São Paulo. A alíquota do ICMS cobrado na venda de carros novos no estado vai passar dos 12% para 13,3% também em 15 de janeiro.

Justamente por isso alguns fabricantes, que já têm aumentos de preços para janeiro, trabalharão com preços de tabela específicos para São Paulo. Gasolina, etanol e diesel também terão o mesmo aumento da alíquota de ICMS no estado.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa Quatro Rodas 740

Continua após a publicidade
Publicidade