BMW M3 E30: o Santo Graal

A primeira geração do BMW M3 é reverenciada pela combinação perfeita de requinte e desempenho

BMW M3 E30 M3 de 1988 ia de 0 a 100 km/h em apenas 6,9 segundos

M3 de 1988 ia de 0 a 100 km/h em apenas 6,9 segundos  (/)

Fundada em 1972, a divisão BMW Motorsport foi responsável pela introdução oficial da BMW no automobilismo. Após anos de bons resultados, o fabricante de Munique começou a aplicar o aprendizado das pistas em seus automóveis. E a homologação do Série 3 de segunda geração (E30) para disputar campeonatos no Grupo A da FIA deu origem a um dos esportivos mais respeitados do mundo: o BMW M3.

Apresentado em 1985, era uma réplica do modelo de corrida. A carroceria de duas portas recebia para-lamas abaulados para acomodar rodas de maior diâmetro e apêndices aerodinâmicos funcionais, destinados a gerar força de sustentação. Capô, portas e teto permaneciam originais. Todo o resto era modificado para diminuir o coeficiente de arrasto. O interior era revestido de tecido, couro ou ambos, e o banco traseiro acomodava apenas dois passageiros. O painel contava com ponteiros vermelhos, o logotipo da divisão M e um termômetro de óleo no lugar do vacuômetro.

BMW M3 E30 No interior, logotipos da divisão M, ponteiros vermelhos e muito couro

No interior, logotipos da divisão M, ponteiros vermelhos e muito couro  (/)

O motor S14 era o principal atrativo. Baseado no antigo quatro cilindros M10 dos anos 60, seu cabeçote tinha duplo comando e quatro válvulas por cilindro, com a mesma arquitetura empregada no lendário M88 de seis cilindros do BMW M1. Com 2,3 litros, virabrequim forjado, borboletas de admissão individuais e injeção Bosch Motronic, desenvolvia 200 cv a 6.750 rpm e 24,5 mkgf a 4.750 rpm.

BMW M3 E30 O motor é até hoje considerado um dos melhores 4 cilindros de todos os tempos

O motor é até hoje considerado um dos melhores 4 cilindros de todos os tempos  (/)

A tração chegava às rodas traseiras pelo câmbio Getrag 265 de cinco velocidades. Herança das pistas, a versão europeia tinha o engate da primeira marcha no canal esquerdo, para trás. Ao isolar as outras quatro no “H” principal, foi possível tornar as trocas mais rápidas e evitar o engate involuntário da ré. Não havia controles de tração ou estabilidade, o diferencial era autoblocante e a eletrônica limitada aos freios ABS (a disco nas quatro rodas).

Pesando cerca de 1.200 kg, o BMW M3 acelerava de 0 a 100 km/h em 6,9 segundos e desenvolvia até 235 km/h. Mas esses dados eram secundários, pois a experiência ao volante era resultado da perfeita distribuição de peso entre os eixos e um primoroso acerto das suspensões independentes. Os comandos respondiam com obediência telepática, em especial a direção – precisa e comunicativa.

BMW M3 E30 Caixas de rodas mais largas são uma das marcas do primeiro M3

Caixas de rodas mais largas são uma das marcas do primeiro M3  (/)

Seu maior adversário era o Mercedes 190E 2.3-16. Concebido para ralis, o sedã de Stuttgart enfrentava o M3 nas estradas e no Campeonato Alemão de Carros de Turismo (DTM), mas sem a mesma vivacidade do BMW. Duas variantes do E30 surgiram em 1988: a versão conversível (destinada ao mercado europeu) e a edição Evo, limitada a 505 unidades impostas pelo regulamento do DTM.

BMW M3 E30 Modelo surgiu para homologar a geração E30 em competições

Modelo surgiu para homologar a geração E30 em competições  (/)

Dois anos depois surge a edição Sport Evolution, limitada a 600 carros: pistões maiores e virabrequim de maior curso aumentaram a cilindrada para 2,5 litros, resultando em 238 cv. O para-choque dianteiro recebia entradas de ar maiores e dutos para refrigeração dos freios, e as caixas de roda eram capazes de acondicionar rodas de até 18 polegadas. Foi o mais rápido dos M3 de primeira geração: 0 a 100 km/h em 6,1 segundos, com máxima de 248 km/h.

No total, 16.202 exemplares foram produzidos até 1990. O BMW M3 original é hoje um dos esportivos mais cultuados e altamente valorizado por colecionadores. Seus sucessores receberam motores de seis e oito cilindros, mas nenhum foi capaz de oferecer a mesma combinação de desempenho, entusiasmo e carisma. Para muitos, o primeiro M3 continua sendo o único. E o número de fãs só aumenta com o passar do tempo.

BMW M3 E30 O primeiro M3 ajudou a tornar famosos o logotipo e as cores da Motorsport

O primeiro M3 ajudou a tornar famosos o logotipo e as cores da Motorsport  (/)

LENDA DAS PISTAS

O BMW M3 E30 faturou cinco campeonatos de turismo (mundial, europeu, australiano, italiano e alemão) e diversas provas de longa duração, como as 24 Horas de Nürburgring, 24 Horas de Spa e a 21a edição das Mil Milhas Brasileiras, em 1992.

Ficha Técnica – BMW M3 E30 1988
Motor 4 cilindros em linha, 2,3 litros, 200 cv a 6.750 rpm, 24,5 mkgf a 4.750 rpm
Câmbio manual de 5 velocidades
Dimensões comprimento, 434 cm; largura, 168 cm; altura, 137 cm; entre-eixos, 256 cm; peso, 1.200 kg
Desempenho 0 a 100 km/h em 6,9 s; velocidade máxima, 235 km/h
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s