Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

BMW e Mercedes-Benz reduzirão número de plataformas

Objetivo das montadoras é diminuir os custos

Por Da Redação Atualizado em 9 nov 2016, 13h31 - Publicado em 14 mar 2014, 14h47
fabricantes

Duas das maiores fabricantes automotivas do mundo planejam a redução do número de plataformas disponíveis para as respectivas gamas. Segundo o site Automotive News Europe, BMW e Mercedes-Benz adotarão tal política em breve com o objetivo de diminuírem seus custos.

No caso da BMW, atualmente são utilizadas cinco plataformas. Esse número deverá cair para apenas duas, uma para carros com tração dianteira e outra para modelos com tração traseira, abrangendo também os veículos da MINI. A linha “i”, de híbridos e elétricos, será um caso separado, utilizando arquitetura própria.

Já a Mercedes-Benz deverá ficar com quatro opções de plataforma, número consideravelmente menor do que ostentava em 2009, quando tinha nove. Uma ficará para os carros com tração dianteira (Classes A e B), uma para modelos de tração traseira (Classes C, E, S e GLK), uma para grandes crossovers (ML, GL e outro, baseado no ML) e uma para esportivos (SL, SLK e AMG GT).

650_amg_01.jpeg
Continua após a publicidade

Publicidade