Após 17 anos, Renault Clio teve sua produção encerrada

Modelo lançado em 1999 era fabricado na Argentina e será substituído pelo Kwid em 2017

ultimo-clio

Promoções tentam manter o Renault Clio atraente aos que ainda se interessam por ele – foram 10.040 emplacamentos de janeiro a agosto, um número considerável que o coloca na 32ª posição entre os carros de passeio mais vendidos no ano.

O que se tem é um compacto com projeto antigo, porém completo por cerca de R$ 32 mil – o preço de tabela é de R$ 34.985. Mas isso não vai durar muito: o Renault Clio teve sua produção encerrada há poucos dias na fábrica de Santa Isabel, como comprova foto divulgada pelo site argentino CarsDrive

novo-clio--52- Reestilização também acabou com o vidro traseiro côncavo, uma das marcas do Clio

Reestilização também acabou com o vidro traseiro côncavo, uma das marcas do Clio  (/)

A unidade argentina produzia o compacto desde 2000, mas apenas em meados de 2007 passou a vir do país vizinho, cedendo sua linha de montagem na fábrica de São José dos Pinhais (PR) para Logan e Sandero. Agora ocorre o oposto: a linha de produção do Clio passará a produzir Logan e Sandero nos próximos meses para abastecer o mercado argentino. Furgão derivado do Logan, o Dokker também poderá ser fabricado na Argentina para substituir o Kangoo. 

Renault Clio (8) Clio Sedan foi lançado em 2000 e descontinuado em 2009

Clio Sedan foi lançado em 2000 e descontinuado em 2009  (/)

Para ocupar o posto do Clio virá o Renault Kwid. Com projeto mais simples, será produzido na unidade paranaense com um novo motor 1.0 três cilindros. Com 3,68m de comprimento, 1,57m de largura, 1,47m de altura e 2,42m de entre-eixos, ele foi mal nos crash-tests feitos na Índia, mas promete estrutura mais reforçada e equipamentos de segurança de série inéditos para o segmento, como airbags laterais de série.

17 anos bem vividos

Renault Clio (4) Simples de tudo, Clio Yahoo era vendido apenas pela internet em 2001

Simples de tudo, Clio Yahoo era vendido apenas pela internet em 2001  (Divulgação/Renault)

Apresentada no Salão de Genebra de 1998, a segunda geração do Renault Clio chegou ao Brasil em novembro de 1999. Apesar do design incomum, revolucionou seu segmento com o bom acabamento e pelo fato de ter airbags dianteiros de série mesmo na versão de entrada, que sequer tinha calotas ou para-choques pintados. 

Renault Clio (5) Sem conta-giros, vidros elétricos ou rádio, mas com airbags: segurança era ponto forte do compacto

Sem conta-giros, vidros elétricos ou rádio, mas com airbags: segurança era ponto forte do compacto  (/)

“Um acessório você pode comprar na loja, um airbag só pode sair de fábrica”, disse à época do lançamento o então presidente da Renault no Brasil, Luc-Alexandre Ménard. Mas o Clio perdeu airbags de série poucos anos antes do item se tornar obrigatório no Brasil, quando se assumiu como carro de entrada da Renault.

Renault Clio (2) Clio Jovem Pan, de 2002, tinha rádio CD com display no painel e comando satélite. Custava R$ 19.990 na época

Clio Jovem Pan, de 2002, tinha rádio CD com display no painel e comando satélite. Custava R$ 19.990 na época  (/)

Criado na Turquia, o Clio Sedan chegou em 2000 e fez algum sucesso até o fim de sua produção, em 2009. Por anos o Renault Clio foi considerado uma opção sofisticada entre os compactos, apesar de suas dimensões não serem das maiores. Mas não resistiu à chegada de Logan e Sandero, que ofereciam espaço melhor por velor semelhante.

Renault Clio (7) Clio F1 teve apenas 5 unidades produuzidas em 2007 para comemorar os títulos da Renault na F1 em 2005 e 2006

Clio F1 teve apenas 5 unidades produuzidas em 2007 para comemorar os títulos da Renault na F1 em 2005 e 2006  (/)

Ao longo de 17 anos o Renault Clio usou vários motores, como o 1.6 8V (90cv), 1.6 16V (110 cv), 1.0 8V (60 cv) e 1.0 16V (de 70 a 80 cv), que permaneceu até o fim. Séries especiais foram mais de dez, entre elas, a Yahoo (vendido pela internet), Air, O Boticário, Egeus, F1 (limitado a 5 unidades), Si e Get Up, a mais recente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s