Antes da Frontier, Nissan torce por produção do Kicks

CEO diz que sonha em ver SUV nas ruas até 2016

fabricantes fabricantes

fabricantes (/)

Depois de consolidar sua imagem nos segmentos de veículos compactos, a Nissan pretende investir em duas outras frentes: picapes e SUVs. É o que diz José Luis Valls, CEO da marca na América Latina.

Após apresentar a nova Frontier no Salão de Buenos Aires, Valls atendeu a imprensa brasileira confirmando a data de chegada da picape.

“A Frontier começa a ser produzida em 2018 na Argentina, sendo que 70% do volume total produzido será voltado para exportação, incluindo o Brasil. Mas ainda não descartamos importá-la do México antes disso para atender a demanda local”.

Enquanto ela não chega, há a possibilidade de a atual picape ganhar uma sobrevida e conviver com a nova geração da Frontier. De tão interessada no segmento, a Nissan não descarta fabricar uma picape média baseada na recém- lançada Duster Oroch. Mas por ora, apenas a Renault estará nesta categoria.

nissan-frontier.jpeg nissan-frontier.jpeg

nissan-frontier.jpeg (/)

Questionado sobre as chances de Juke, Qashqai ou X-Trail serem trazidos para o mercado brasileiro, José Luis foi cauteloso. “Antes de tomar qualquer decisão gostariamos de entender antes o mercado de SUVs no país. Mas o Qashqai poderia cair bem por aqui. Já o Note está indo muito bem na Argentina e estamos estudando a viabilidade de vendê-lo no Brasil.”.

Apesar de todas as opções disponíveis, Valls não hesitou em apontar o Kicks como seu SUV favorito e admitiu que torce por sua fabricação no Brasil – vale lembrar que o próprio executivo havia sinalizado com a possibilidade de produzi-lo até 2016.

“O Kicks é um dos modelos viáveis para produção local, mas não há nemhuma decisão oficial até agora. Particularmente, gostaria muito de vê-lo nas Olimpíadas (a marca será patrocinadora oficial do evento) e de tê-lo na linha de produtos da Nissan, até por conta da aceitação do conceito (mostrado no Salão do Automóvel de São Paulo) junto aos brasileiros. Se tudo correr bem, acho que teremos boas notícias em breve”.

Por fim, ainda não há novidades sobre a Infiniti. “Ainda estamos estudando. Vamos lançar a marca no país, mas não há nada definido, até porque a prioridade é a Nissan”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s