Clique e assine com até 75% de desconto

Guia de Usados: VW Jetta Variant

Fora de moda, a perua é uma das opções mais baratas para quem busca um familiar prático e com excelente dirigibilidade

Por Felipe Bitu Atualizado em 14 nov 2017, 17h56 - Publicado em 15 nov 2016, 18h46
VW Jetta Variant
Frente antiga (foto) mudou em 2011, com novos faróis, grade e para-choques Marco de Bari/Quatro Rodas

Praticamente extinto, o segmento de peruas médias foi disputado na década passada por Toyota Fielder, Renault Megane Grand Tour e Peugeot 307 SW. Mas acima delas havia uma alternativa mais cara, recheada de torque, potência e equipamentos: a vistosa VW Jetta Variant.

Feita no México e derivada do Golf de quinta geração (que não veio ao Brasil), estreou em 2008 por um preço alto, mas compensando pela mecânica bem acertada e pelo alto padrão de acabamento.

Ela preza pela esportividade: ape­sar de rígidas, as suspensões Mc­Pher­son à frente e multilink atrás  garantem excelente comportamento dinâmico, auxiliadas pela direção elé­trica e controles de tração, estabilidade e ABS com distribuição de frenagem, tudo para acompanhar o sonoro 2.5 de cinco cilindros e 170 cv a gasolina.

VW Jetta Variant
Porta-malas leva até 505 litros de bagagem Marco de Bari/Quatro Rodas

É responsável pelo bom desempenho, como o 0 a 100 km/h em 10,3 segundos, mas penaliza o consumo: 7,4 km/l na cidade e 10,7 na estrada.

Bem equipada, a perua só tinha quatro opcionais: teto solar panorâmico, xenônio, couro e pintura metálica. Tudo mais era de série: seis airbags, ar bizona, rodas de aro 17 e um padrão de acabamento acima da média.

VW Jetta Variant
Painel do VW Jetta Variant é em duas cores Quatro Rodas

 

Com 2,58 metros de entre-eixos o espaço é bom para quatro adultos e o porta-malas comporta 505 litros.

As melhores versões estão a partir da linha 2011: reestilizada, recebeu faróis, grade e para-choque novos e rodas exclusivas. Por dentro, painel redesenhado, volante do Passat CC, som com tela de 6,5 polegadas e dez alto-falantes e couro de série.

Ganhou ainda sensor dianteiro de estacionamento e o Coming & Leaving Home, que liga os faróis quando o motorista chega ou deixa o veículo.

VW Jetta Variant
Bancos de couro em tom claro destacavam o interior da perua Quatro Rodas
VW Jetta Variant
Ar-condicionado tinha saída para ocupantes dos bancos de trás Quatro Rodas

A Jetta é uma perua de muitas virtudes e poucos defeitos: a alta desvalorização a deixou barata (compra-se uma a partir de R$ 32.707), ela não apresentou problemas crônicos em seus seis anos de mercado e é muito bem vista pelas oficinas, que elogiam sua robustez e confiabilidade.

Continua após a publicidade

A Jetta só decepciona mesmo no custo de uso: o consumo é alto e as peças de reposição são caras até no paralelo.

VW Jetta Variant
A perua faz de 0 a 100 km/h em 10,3 segundos Quatro Rodas

Onde o bicho pega

Câmbio – A transmissão sequencial de seis marchas é famosa pela suavidade, por isso trancos entre as trocas indicam desgaste no corpo de válvulas e solenoides. A troca de toda a caixa pode chegar a R$ 6.000.

Trizetas – Rodar com o corpo de válvulas desgastado provoca trancos, que por sua vez desgastam as trizetas, ocasionando vibração das rodas dianteiras. Muitas vezes, só a troca dos semieixos resolve.

Teto panorâmico – O entupimento dos drenos causa a infiltração de água no teto, que pode comprometer toda a forração interna. Outros problemas são os estalos provocados por sujeira e lubrificação incorreta e a inutilização da cortina.

Lavadores de farol – Essenciais para o correto funcionamento da luz de xenônio, são danificados em colisões dianteiras e nem sempre reparados: vale checá-los, pois cada um custa ao menos R$ 730.

Ar-condicionado – Verifique se ele resfria e se os displays estão legíveis. Caso o compressor esteja travado, o conserto não sai por menos de R$ 2.700.

Freios – Ruído em piso irregular é indício de pastilha solta, causada pela ausência ou defeito na presilha. Basta repor ou substituí-la, que custa R$ 36 a unidade.

VW Jetta Variant
Motor 2.5 do VW Jetta Variant Quatro Rodas

A voz do dono 

  • Nome: Osiris Brasil
  • Idade: 71 anos
  • Profissão: médico
  • Cidade: São Paulo (SP)

O que eu adoro – “Um carro completo em todos os sentidos: torque, potência, estabilidade e um padrão de conforto garantido por itens como ar bizona e bancos aquecidos. O pacote de segurança também é ótimo.”

O que eu odeio – “O consumo é bem elevado, principalmente para quem se empolga com o ronco do motor. As peças de reposição são caras e por se tratar de uma perua, a procura é baixa, acentuando sua desvalorização.”

 

Preço médio dos usados (FIPE)
2008 2009 2010 2011 2012
Jetta Variant 2.5 20V A/T R$ 32.707 R$ 34.865 R$ 43.028 R$ 46.521 R$ 48.122
Preço das peças
Original Paralelo
Para-choque (dianteiro) R$ 1.901 R$ 1.800
Farol (cada um) R$ 1.946 R$ 800
Retrovisor (cada um) R$ 1.732 R$ 550
Discos de freio (par) R$ 1.220 R$ 1.300
Pastilhas de freio (jogo) R$ 480 R$ 470
Amortecedores (os quatro) R$ 4.556 R$ 3.000
  • Continua após a publicidade
    Publicidade