Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Carro elétrico da Xiaomi tem longas filas de espera até para test-drive

Com mais de 120.000 pedidos registrados, o Xiaomi SU7 já está com pelo menos sete meses de fila de espera, e fila de test-drive nas lojas vara a madrugada

Por Rafael Sommadossi, Henrique Rodriguez Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
5 abr 2024, 07h00

O hype com o lançamento do Xiaomi SU7, o primeiro carro da gigante chinesa dos smartphones é grande no mundo inteiro, mas está saindo do controle na China. Quem fizer o pedido do carro elétrico agora terá que esperar meses, mas o interesse é tamanho que há relatos de clientes que aguardam até as 3h da madrugada para fazer um test-drive.

É de se supor que são poucos os que reservaram o carro após conhecê-lo ao vivo. A Xiaomi relatou que registrou 88.898 pedidos nas primeiras 24 horas e a última atualização é de que já são mais de 120.000 reservas.

xiaomi su7
(Xiaomi/Divulgação)

Com essa demanda – que a fabricante não esperava – a expectativa é por uma espera de pelo menos 7 meses para todos serem atendidos. A demanda foi muito além do que a BAIC, fabricante responsável pela produção do SU7, em Pequim, teria capacidade de entregar rapidamente. 

Continua após a publicidade

Os esforços agora são para conseguir acelerar a produção de um carro que fez muito mais sucesso do que qualquer Tesla

Como é o Xiaomi SU7

xiaomi su7
(Xiaomi/Divulgação)

Em porte, o Xiaomi SU7 equivale ao Tesla Model S e ao Porsche Taycan, mas é ridiculamente barato perto deles. Custa a partir de 215.900 yuans, o equivalente a R$ 150.685 ao câmbio atual. Os carros chineses são ainda mais baratos na China, claro, mas é um preço bom para os padrões locais. 

Continua após a publicidade
xiaomi su7
(Xiaomi/Divulgação)

Ao todo, o SU7 mede 4,99 m de comprimento, 1,96 largura, 1,40 de altura e 3 m de entre-eixos. O porta-malas tem bons 517 litros, mas há também um “frunk” na parte da frente com 105 litros de capacidade.

xiaomi su7
(Xiaomi/Divulgação)

Os primeiros sinais da tecnologia embarcada estão na cabine. A tela central tem resolução 3K — melhor que a grande maioria — de 16’’, enquanto o quadro de instrumentos é um pouco mais modesto, com display de 7,1’’ que pode ser rebatido.

Continua após a publicidade
xiaomi su7
(Xiaomi/Divulgação)

O console é bem minimalista e não há muitos botões. Os que existem, ficam concentrados no volante e são físicos. Vale destacar um comando com borda vermelha na base do volante, que serve para alterar os modos de condução, muito provavelmente habilitando uma configuração mais esportiva como nos Porsche. Por fim, um head-up display também projeta as informações mais essenciais no para-brisas.

Xiaomi SU7

O sistema operacional é o Hyper OS, desenvolvido pela própria montadora, com processador Snapdragon 8295. Ele será compatível com Android Auto e, mesmo com a rivalidade, ele também aceitará conexão via Apple CarPlay e AirPlay. Mas claro que a conexão mais rápida será com dispositivos Xiaomi, como o Mi Watch, Mi Band e Mi Home.

Continua após a publicidade

O SU7 também poderá se conectar diretamente com até cinco tablets da Xiaomi, que se tornam uma extensão da central multimídia. Todas as atualizações dos sistemas do sedã poderão ser feitas pela tecnologia OTA (over the air).

Xiaomi SU7
(Xiaomi/Divulgação)

Ainda mais interessantes são as opções de motorização. A Xiaomi apresentou duas ao público, uma mais básica com apenas um motor e tração traseira e a outra com dois motores e tração integral.

Compartilhe essa matéria via:

A mais simples e sem nome tem 299 cv e 40,78 kgfm. A arquitetura desta versão será de 400 volts com alcance de até 668 km pelo ciclo CLTC. Já a velocidade máxima divulgada é de 210 km/h.

Xiaomi SU7
(Xiaomi/Divulgação)

Acima dela, a versão Max —  nome que também batiza os smartphones mais caros da Xiaomi — tem tração integral e ganho considerável de potência e torque. São 673 cv e 85,45 kgfm, que fazem o SU7 ir de 0 a 100 km/h em apenas 2,78 s. Essa variante tem arquitetura de 800 volts e alcance de até 800 km. A velocidade máxima é de 265 km/h.

Além de um alcance maior, a arquitetura elétrica de 800 volts com bateria de 101 kwh da versão Max, também permite uma velocidade de carregamento ultrarápida. Segundo a Xiaomi, ele pode recuperar 220 km de autonomia em 5 minutos e 510 km em 10 minutos.

Continua após a publicidade

Há ainda uma terceira versão, que deverá ser lançada em 2025. Ela será equipada o motor chamado ‘HyperEngine’, com uma eficiência máxima de 98%. O CEO da marca ainda afirmou que nos testes realizados com o protótipo o motor teria conseguido operar em uma velocidade de 35.000 rpm. Os números de potência e torque ainda não foram confirmados.

Xiaomi SU7

O SU7 ainda é equipado com 11 câmeras, 12 radares ultrassônicos e um lidar para os assistentes de condução autônoma. O Xiaomi Pilot inclui recursos como direção autônoma em rodovias e estacionamento autônomo. O sistema também será disponibilizado em mais de 100 cidades chinesas até o final de 2024.

Rumores indicam que a Xiaomi está planejando expandir sua linha de produtos, com a possibilidade de um SUV ser o próximo lançamento da marca. Embora os detalhes sobre os planos da Xiaomi para a Europa e mundo ainda não tenham sido divulgados, especula-se que a empresa possa considerar adentrar dentro do mercado europeu, embora nenhum nada tenha sido confirmado até o momento.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.