Guia: alugando carros no Brasil e no Mundo

Com planejamento, é possível conseguir modelos interessantes por preços mais baixos

servicos servicos

servicos (/)

Para muitas pessoas, ficar sem carro é uma tarefa muito complicada. Alguns precisam se deslocar diariamente até locais mal servidos por transporte público, seja por motivos pessoais, seja por assuntos profissionais. Assim, o que fazer quando seu veículo tem algum problema e precisa ficar parado na oficina por alguns dias?

A solução encontrada por muitos é aderir ao aluguel veicular. Atualmente, de acordo com dados fornecidos pela Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA), há 2.444 pontos de locação espalhados pelo Brasil. Além de atender àqueles que tiveram problemas com seus carros, elas são a opção encontrada por pessoas que estão viajando, em férias ou a trabalho, não só no Brasil, mas em outros países também.

QUATRO RODAS preparou um pequeno guia para você que quer saber mais sobre o processo de locação, explicando alguns aspectos e dando dicas para situações específicas.

– O que é necessário para efetuar a locação?

No Brasil, os seguintes pré-requisitos para alugar um veículo são os mais comuns: já ter completado 21 anos de idade, possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) expedida há, pelo menos, dois anos e dentro da validade (nem sequer são aceitas aquelas vencidas há menos de trinta dias) e não apresentar restrições financeiras, aquelas identificáveis pelo Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

– Quais são as categorias de carro?

Cada locadora estipula suas próprias categorias, mas, obviamente, você vai pagar menos por modelos mais simples e mais por veículos mais refinados. De modo geral, todas trazem as seguintes opções:

Básicos – 2 ou 4 portas, sem ar-condicionado, sem direção assistida, sem trio elétricos, sem airbags, sem freios ABS, motor 1.0.

É a opção mais barata, destinada àquelas pessoas que querem apenas se locomover na cidade sem depender de transporte público. Trazem pouco conforto.

Econômicos – 2 ou 4 portas, com ou sem ar-condicionado, com direção assistida, com ou sem trio elétrico, sem airbags, sem freios ABS, motor 1.0.

Aqui já é possível dirigir com um pouco mais de conforto, graças à introdução da direção assistida (quase sempre, hidráulica) e, em alguns casos, ar-condicionado. Mas não espere performance nem itens de segurança.

Compactos – predominantemente 4 portas, com ar-condicionado, com direção assistida, com trio elétrico, com ou sem airbags, com ou sem freios ABS, motor 1.0, 1.4 ou 1.6.

Além da praticidade trazida pelo trio elétrico, presente em quase todos os casos, já é possível verificar opções com motores um pouco mais potentes, como 1.4 e 1.6, tornando mais plausível sua utilização em estradas. Os itens de segurança ainda não são definitivos.

Intermediários – 4 portas, com ar-condicionado, com direção assistida, com trio elétrico, com airbags, com freios ABS, motor 1.4, 1.6 ou 1.8.

O preço aqui já está bem mais salgado na comparação com aqueles praticados em categorias menores. Por outro lado, os itens de segurança já fazem parte do cardápio, bem como opções de motorização mais potentes.

Executivo/Full-Size – 4 portas, com ar-condicionado, com direção assistida, com trio elétrico, com airbags, com freios ABS, com opção de câmbio automático, motor 1.6, 1.8 ou 2.0.

Desempenho e conforto são predominantes aqui, com a adição de veículos até 2.0 e a possibilidade de escolher versões equipadas com câmbio automático. Como o tamanho também cresce de acordo com o preço, torna-se interessante para comportar um grupo maior de ocupantes.

Premium/Luxo – 4 portas, com ar-condicionado, com direção assistida, com trio elétrico, com airbags, com freios ABS, com câmbio automático, com bancos em couro, motor 2.0 em diante.

O que de melhor pode haver em termos de carros para locação, com desempenho, conforto e itens de conveniência que facilitam a rotina de qualquer viagem longa. Ao mesmo tempo, pode ser bastante caro.

Categorias especiais – algumas empresas preferem subdividir suas categorias, de modo a estabelecer melhor sua faixa de preços. Por exemplo, além da categoria Intermediários, é possível encontrar subcategorias como Intermediários – Peruas, para agilizar a busca de quem quer um espaço maior de porta-malas. Picapes, SUVs e até carros blindados também podem figurar no rol de opções.

– Quais são as modalidades de cobrança?

Naturalmente, cada categoria de carros possui um valor específico, mas não é o único fator levado em consideração no momento da locação. As empresas também se baseiam no quanto o usuário andará com o veículo, cobrando de acordo com o tempo e/ou a quilometragem percorrida.

Quilometragem controlada – a tarifa diária é menor (dependendo da categoria, até 60% mais barata do que a de quilometragem livre), mas, além dela, é cobrada uma taxa por quilômetro rodado. Compensa para movimentações pequenas e bem definidas, que não serão alteradas – ou, mais especificamente, ampliadas. Pode se transformar num grande problema caso haja alguma mudança de itinerário.

Quilometragem livre – a escolha ideal para quem for percorrer grandes distâncias ou não quer correr o risco de ter que pagar a mais pela locação caso tenha uma mudança de planos e, consequentemente, precise rodar mais. Leva-se em conta o número de dias de locação, com uma tarifa maior em relação à da quilometragem controlada, mas também propicia maior liberdade de movimentação.

Além das duas modalidades, as empresas costumam adotar promoções em períodos específicos ou de modo permanente, levando em conta alguns dias da semana. Assim, é comum ver casos de tarifa diária reduzida associada a uma franquia de quilometragem, por exemplo.

– Vantagens de planejamento antecipado

Em primeiro lugar, é preciso que você tenha certeza de que é necessário alugar um carro durante a sua empreitada. Digamos que você vai viajar para uma cidade com vastas opções de transporte público, por exemplo. Pode ser mais vantajoso financeiramente usufruir desses meios, como trem e metrô, em associação com o uso do táxi.

Caso você tenha certeza de que a melhor opção é a locação de um veículo, uma boa ideia é definir com antecedência quais são suas perspectivas para ele. Entenda-se: você quer um carro econômico e, consequentemente, com tarifas menores ou um modelo mais espaçoso e potente – e mais caro? Pretende cobrir longos trechos ao volante ou fazer deslocamentos urbanos menores? Defina isso o mais cedo possível, para que possa agendar a retirada do veículo com bastante antecipação e, consequentemente, pagar mais barato.

Outro aspecto fundamental: tente, se possível, devolver o carro na mesma loja (ou, ao menos, na mesma cidade) em que o retirou. Isso porque as empresas costumeiramente cobram um valor adicional caso você deixe o veículo a muitos quilômetros de distância do local de origem. Esse valor pode ser porcentual, em relação à tarifa cheia, ou proporcional ao número de quilômetros rodados. Isto é: cada quilômetro percorrido na distância entre o ponto de partida e o de chegada passa a ter um valor fixo adicional.

– Informe-se plenamente sobre as condições de locação

Alugar um carro não é simplesmente pagar uma diária (ou uma série de diárias) e sair dirigindo. É preciso ter total conhecimento da política de locação adotada pela empresa cujos serviços você está contratando, evitando, assim, o risco de ser surpreendido com valores adicionais.

Uma das questões mais importantes nesse contexto diz respeito ao que acontecerá caso haja um problema com o carro durante o período de locação. As empresas oferecem seguros ou proteções que podem abranger danos materiais do carro alugado, danos corporais aos ocupantes desse veículo, danos materiais e corporais a terceiros, roubo, furto, entre outras modalidades. Naturalmente, essas benesses aumentam o valor desembolsado pelo locatário, mas são indicadas para garantir uma utilização mais tranquila do carro.

Outro item que consta da política de locação das empresas é o “no-show”. Basicamente, é o fato de agendar a retirada de um veículo e não comparecer para efetuá-la. Dependendo da demanda do período, será cobrada uma porcentagem da pressuposta locação.

Vale mencionar também que é possível indicar outros condutores, caso você vá compartilhar a direção do carro alugado com amigos ou familiares. Nesse caso, eles também deverão se enquadrar nos pré-requisitos previstos, e haverá uma taxa relativa a cada motorista adicionado.

Por fim, atente-se às regras relativas ao combustível do veículo. Você irá retirar o carro da locadora com o tanque cheio e deverá devolvê-lo da mesma maneira. Caso contrário, será cobrado um valor relativo à reposição.

locacao-de-carros-2.jpeg locacao-de-carros-2.jpeg

locacao-de-carros-2.jpeg (/)

(Imagens: Getty Images)

BRASIL

– Onde alugar um carro

As principais locadoras de carros do mundo já atuam no Brasil, ao lado de grandes empresas nacionais. Todas oferecem a possibilidade de agendamento virtual, o que agiliza a sua vida – e a deles, claro. Algumas opções são a Avis/Budget, a Hertz, a Localiza, a Unidas e a Movida, por exemplo.

No entanto, há alguns sites que centralizam a base de dados de dezenas de locadoras e facilitam a busca pelas melhores opções de tarifa. Nesse sentido, vale a pena acessar endereços com o RentCars (que também faz consultas em outros países, no caso de viagens internacionais) e o CarroAluguel.

– Média de faixas de preço

(Baseado numa consulta ao CarroAluguel.com.br, período de 26-27 de julho, uma diária, retirada e devolução em São Paulo)

Por aqui, você pode pagar – pegar…

… R$ 68 – Chevrolet Celta 1.0 sem ar-condicionado, nem direção hidráulica

… R$ 72 – Fiat Uno 1.0 com ar-condicionado, sem direção hidráulica

… R$ 99 – Volkswagen Gol 1.0 com ar-condicionado e direção hidráulica

… R$ 100 – Volkswagen Voyage 1.4 com ar-condicionado e direção hidráulica

… R$ 133 – Fiat Palio Weekend 1.6 com ar-condicionado e direção hidráulica

… R$ 134 – Volkswagen Saveiro 1.0 sem ar-condicionado, nem direção hidráulica

… R$ 164 – Chevrolet Meriva 1.8 com ar-condicionado, direção hidráulica e trio elétrico

… R$ 182 – Renault Duster 1.6 com ar-condicionado, direção hidráulica e trio elétrico

… R$ 207 – Toyota Corolla 1.8 com ar-condicionado, direção hidráulica e trio elétrico

… R$ 360 – Ford Fusion 2.5 com ar-condicionado, direção assistida, trio elétrico, freios ABS e airbags

mercado mercado

mercado (/)

ESTADOS UNIDOS

Comparar também é a melhor pedida caso você queira preparar uma viagem ao exterior. No caso dos Estados Unidos, três boas ferramentas que agregam promoções de diversas empresas são o Kayak, o VroomVroomVroom e o Expedia.

– Particularidades

– Fique de olho nas promoções que acontecem de acordo com épocas do ano em que o movimento de carros é convergente. Por exemplo, no inverno, é comum o fluxo de carros alugados de locais frios para locais quentes, como Arizona, Flórida e Texas. Se você se propuser a partir de um desses Estados rumo ao norte, poderá pagar bem menos do que a tarifa convencional.

– Média de faixas de preço

(Baseado numa consulta ao VroomVroomVroom.com, período de 26-27 de julho, uma diária, retirada e devolução em Miami)

Por lá, você pode pagar – pegar…

… US$ 21,64 – Kia Rio, com ar-condicionado, transmissão automática e direção assistida

… US$ 23,67 – Nissan Altima, com ar-condicionado, transmissão automática, direção assistida e cruise control.

… US$ 42,99 – Chrysler 200, com ar-condicionado, transmissão automática, direção assistida, cruise control, banco do motorista com ajustes elétricos, freios ABS e airbags

… US$ 54 – Jeep Grand Cherokee, com ar-condicionado, transmissão automática, direção assistida, cruise control, freios ABS e airbags

… US$ 69,99 – Ford Mustang Convertible, com ar-condicionado, transmissão automática, direção assistida, cruise control, comando overdrive, freios ABS e airbags

… US$ 103,99 – Lincoln MKS, com ar-condicionado, transmissão automática, direção assistida, cruise control, banco do motorista com ajustes elétricos,, freios ABS e airbags

recall recall

recall (/)

EUROPA

Ferramentas como o Kayak e o Expedia também oferecem a possibilidade de fazer cotações que abrangem diversas locadoras ao mesmo tempo. Inclusive, há a opção de ver o preço final em reais, uma vez que você indique que habitante do Brasil. Dê uma olhada também no AutoEurope e no Rental Cars.

– Particularidades

– Alguns dos países europeus cobram uma taxa ambiental, variável de acordo com o carro escolhido. Na França, por exemplo, esse valor pode oscilar de 5 a 30 euros.

– Em locais como Áustria e Polônia, você precisará de uma Permissão Internacional para Dirigir (PID, ou IPD em inglês). Mesmo que não seja necessário utilizá-la na maior parte dos países, é um investimento válido para poupar eventuais dores de cabeça. Para mais informações sobre a PID, consulte o site do Departamento de Trânsito (Detran) de seu Estado.

– Fique ainda mais atento quando alugar um veículo durante o inverno europeu, já que países como Alemanha, Áustria e Suíça exigem que os carros sejam equipados com pneus especiais, adequados ao uso em situações de neve. Geralmente, eles já estão incluídos nas tarifas de locação das empresas desses países, mas certifique-se disso.

– Diversos países (Áustria, Bulgária, Eslováquia, Eslovênia, Hungria, República Tcheca, Romênia, Suíça) requerem um selo-adesivo (“Vignette”) nos veículos que rodam por suas estradas. Cada local tem o seu, portanto, se quiser cruzar o continente de carro, precisará comprar o de cada país. Os preços variam bastante.

– Média de faixas de preço

(Baseado em consulta ao RentalCars.com, período de 26-27 de julho, uma diária, retirada e devolução em Londres)

Por lá, você pode pagar – pegar…

– € 37,42 – Opel-Vauxhall Corsa, com duas portas, ar-condicionado e câmbio manual

– € 44,10 – Ford Focus, com quatro portas, ar-condicionado e câmbio manual

– € 50,54 – Skoda Octavia, com quatro portas, ar-condicionado e câmbio manual

– € 75,74 – Ford Mondeo, com quatro portas, ar-condicionado e câmbio manual

– € 79,86 – Peugeot 308 Estate, com quatro portas, ar-condicionado e câmbio manual

– € 88,83 – BMW 320d, com quatro portas, ar-condicionado e câmbio manual

– € 192,53 – Mercedes-Benz Classe E, com quatro portas, ar-condicionado e câmbio automático

fabricantes fabricantes

fabricantes (/)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s