Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Correio Técnico: Por que algumas Ford Ranger têm a letra D no lugar da 5ª?

Identificação na manopla do câmbio é específica de algumas versões da picape

Por Rodrigo Ribeiro Atualizado em 10 abr 2021, 00h27 - Publicado em 31 Maio 2019, 15h18
Overedrive
Onde se lê “D”, pode entender como 5ª marcha Irceu Rozen/Quatro Rodas

O que significa o “D” que fica na manopla de câmbio da picape Ford Ranger 2011? – Irceu Rozen, são paulo (SP)

A letra indica que a quinta marcha do carro é do tipo overdrive. O termo é dado para relações de marcha cuja multiplicação seja menor do que 1:1.

A Ranger chegou a usar a relação de 0,73:1, com diferencial traseiro de 4,56:1..

O overdrive permite que as rotações do motor fiquem baixas em velocidades elevadas, possibilitando uma redução no consumo rodoviário.

Hoje em dia, quase nenhuma marca indica as marchas overdrive, mas todos os carros modernos possuem ao menos uma marcha com relação inferior a 1:1. Um caso extremo é o do novo Ford Mustang, cuja 10ª marcha tem multiplicação de 0,64:1.

Continua após a publicidade

De ré é mais fácil

overdrive
Na subida há menos peso sobre o eixo dianteiro (que quase sempre é o de tração) Ivan Carneiro/Quatro Rodas

Uma curiosidade sobre relações de marcha é que alguns carros possuem a ré mais curta (ou seja, capaz de multiplicar mais a força do motor enviada às rodas) do que a primeira.

Por conta disso criou-se a lenda urbana de que alguns carros com motores pequenos só conseguiam encarar subidas de ré.

Ainda que alguns modelos de fato tivessem a ré mais curta (como o antigo Audi A3 1.8 Automático), o que ocorria é que, ao encarar uma ladeira ao contrário, os pneus que tracionavam o carro passavam a ser aqueles que estavam recebendo mais peso do carro, o que melhora a tração.

Essa situação otimizava o desempenho do veículo, criando essa sensação de que ele era mais forte de ré.

Tem outras dúvidas? Envie sua pergunta para correiotecnico@abril.com.br!

Continua após a publicidade

Publicidade