Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Porsche deixa WEC para entrar na Fórmula E a partir de 2019

Atual bicampeã de endurance, marca alemã se juntará à Audi, BMW e Mercedes-Benz na categoria de carros elétricos

Por Vitor Matsubara Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
28 jul 2017, 17h41
Fim da linha para a Porsche na WEC: a marca mudará para a F-E (Porsche/Divulgação)

A Porsche confirmou que abandonará o Campeonato Mundial de Endurance (WEC) ao final desta temporada.

Por trás da saída da categoria na qual se sagrou bicampeã mundial e três vezes vencedora das 24 Horas de Le Mans está um movimento estratégico rumo à Fórmula E. A estreia está agendada para a temporada 2019/2020.

A categoria de carros elétricos, aliás, já dá firmes indícios de como será o futuro do automobilismo. Nada menos do que oito montadoras já disputam ou estarão presentes na Fórmula E até 2020, formando um grid com Renault, Citroën/DS, Mahindra, Audi, BMW, Jaguar, Mercedes-Benz e Porsche.

Presente desde o início da F-E, a Audi passou de parceira a equipe própria neste ano (Audi/Divulgação)

Antes do anúncio da Porsche, a Mercedes-Benz já havia surpreendido o mundo do automobilismo ao anunciar que deixará a DTM (tradicional categoria de carros de turismo da Alemanha) para ingressar na Fórmula E a partir da temporada 2019/2020 – a marca da estrela de três pontas continua presente na Fórmula 1.

Continua após a publicidade

A debandada das marcas alemãs para uma categoria de carros elétricos segue as mudanças a serem adotadas na indústria automotiva, tanto na Alemanha quanto no restante da Europa.

No fim do ano passado, o governo alemão anunciou a intenção de proibir a venda de carros movidos a combustão (com motores a gasolina e diesel) até 2030. A medida faz parte do plano das autoridades de reduzir a emissão de CO2 em pelo menos 80% até 2050.

Outros países do Velho Continente também já estão se mobilizando para banir a comercialização de carros movi†tdos a combustão. A capital francesa Paris pretende proibir a venda deste tipo de veículo a partir de 2040, assim como a Inglaterra. Já na Noruega o veto acontecerá até 2025.

Nissan Leaf e Renault Zoe são alguns dos modelos 100% elétricos à venda na França (Divulgação/Renault)

Assim, as montadoras correm contra o tempo para desenvolver novas tecnologias e aprimorar as soluções já existentes – e poucos lugares são mais indicados para realizar os testes do que uma pista de corrida.

Continua após a publicidade

“Entrar na Fórmula E e atingir o sucesso são os resultados lógicos do nosso projeto ‘Mission E’. A liberdade crescente de desenvolvimento de tecnologia interna torna a Fórmula E atraente para nossa empresa”, afirmou Michael Steiner, diretor de pesquisa e desenvolvimento da Porsche, citando o programa de carros de passeio movidos a eletricidade.

Revelado em 2015, o conceito Mission E antecipa o futuro da Porsche (Porsche/Divulgação)

O CEO da Fórmula E, Alejandro Agag, celebrou a chegada de mais uma grande montadora ao campeonato de carros elétricos. “Se há cinco anos (quando a categoria nasceu) alguém me dissesse que teríamos uma marca como a Porsche, eu não acreditaria.

Ter um nome como a Porsche na F-E é um marco em nossa cruzada para mudar a percepção do público a respeito dos carros elétricos”, concluiu.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.