Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Perfil: o artesão do teto solar

O publicitário Osmir Pinheiro largou a carreira para se dedicar à produção de tetos solares exclusivos

Por Isadora Carvalho Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 9 abr 2018, 17h03 - Publicado em 21 nov 2015, 15h13

O artesão do teto solar

Em meio à correria de sua vida, Osmir Pinheiro tinha como válvula de escape a dedicação aos carros antigos. Numa de suas viagens à Califórnia (EUA), em 1993, em busca de peças, encantou-se com um teto solar corrediço de lona, que os americanos chamam de rag top.

Resolveu levar o equipamento para instalar em um Fusca 1969. “Quatro anos depois, adquiri um outro Fusca 1969 e fui até a Califórnia para comprar o tal teto. Só que a fábrica tinha fechado”, diz Pinheiro, que acabou trazendo um rag top usado para instalar no VW.

Ao rodar com o novo brinquedo, ele era parado a cada esquina para receber elogios e perguntas sobre onde encontrou aquele tipo de teto solar.

“Depois de tantos pedidos, resolvi investir em ferramentas para produzir o equipamento”, afirma Pinheiro, que após meses de pesquisa encontrou as máquinas na Inglaterra.

Continua após a publicidade

“Em 2004 consegui montar uma fábrica e hoje já tenho no currículo mais de 3.000 carros adaptados.”

Os amantes de Fusca foram os primeiros a aderir ao novo estilo de teto e hoje representam 90% da clientela.

“O rag top é um estilo de vida. Quem tem um carro com esse teto nunca mais quer outra coisa. Você enxerga o mundo literalmente de outra maneira”, diz Pinheiro, que também equipa outros clássicos como Kombi, Brasilia e Variant, ou modernos como Uno, PT Cruiser, Ka e New Beetle.

Um dos clientes mais fiéis é o taxista Jairo Bastos. Com dois modelos equipados com o teto, um Fusca 1986 e uma Kombi 1994, ele não anda mais em carros fechados.

“Acredito que qualquer um que viva a experiência de ter o carro com teto nunca mais vai querer outra coisa”, afirma Bastos.

Atualmente, o ex-publicitário tem filiais da loja Rag Top no Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e já comercializa o produto fora do país – e pensa em abrir lojas no exterior. Pinheiro admite que ter largado a carreira foi a melhor decisão da sua vida.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.