Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Valor filtrado

Por Redação 7 ago 2012, 11h24

Por Péricles Malheiros

12 292km

Assim como o J3 no passado recente, neste mês o Versa e o Duster ganharam um filtro de cabine ao passar pela revisão. Para a de 10000 km, nosso SUV encostou na autorizada Sinal de Alphaville, município vizinho à capital paulista.

Apesar da cordialidade, o consultor da Sinal se mostrou pouco preocupado em ir além do previsto no plano de manutenção da fábrica, que inclui troca de óleo e os filtros de ar, óleo, combustível e do ar-condicionado. Relatamos alguns problemas que têm nos incomodado, como o excesso de ruído de vento acima de 100 km/h no lado do piloto, o consumo exagerado de etanol (sobretudo na estrada) e o movimento de combustível ressoando nas paredes do tanque. A resposta do consultor foi a mesma para os três casos: “Já ouvi reclamação de outros donos de Duster 1.6, mas não há o que fazer, é do carro”. Ainda assim, pedimos a atenção dele aos nossos apontamentos.

No dia seguinte, fomos retirar nosso Duster. Nenhuma palavra sobre os pontos reclamados. O destaque positivo foi o desconto concedido: apesar de a Renault anunciar o valor de 220 reais, pagamos 176 reais. “O filtro de cabine entrou como cortesia”, disse o consultor. Pagamos outros 130 reais pelos serviços de alinhamento, balanceamento e rodízio. No entanto, na conferência dos serviços prestados, feita pelo nosso consultor Fabio Fukuda, detectamos que as rodas foram mantidas na mesma posição. “Nossa experiência com os carros de Longa Duração deixa cada vez mais evidente a falta de rigor das autorizadas com o rodízio, independentemente da marca”, diz Fukuda.

De volta à atividade, o Duster apresentou forte trepidação da direção ao subir as rampas do edifício-garagem da Editora Abril. Na descida, o problema se manifestou de novo. Mas, depois, raramente o volante voltou a vibrar. O problema parece não ser exclusividade do nosso carro, como você pode conferir na seção Autodefesa.

Continua após a publicidade

Consumo

No mês (53,1% na cidade): Etanol – 7,9 km/l

Desde abril/12 (25,9% na cidade): Etanol – 7,1 km/l

Principais Ocorrências

11 138 km – Vibração intermitente da direção

Motoristas de variadas estaturas reclamam da posição da base dos botões dos vidros

 

Continua após a publicidade

Publicidade