Clique e assine por apenas 8,90/mês

Teste: Renault Logan com o novo motor 1.6 16V SCe

Aceleração de 0 a 100 km/h cai de 13,6 para 10,8 segundos; consumo também melhora

Por Paulo Campo Grande - 3 fev 2017, 19h05
Não houve mudanças visuais na linha Sandero / Logan
Não houve mudanças visuais na linha Sandero / Logan Christian Castanho/Quatro Rodas

Mostrado no Salão do Automóvel, no final do ano passado, o novo motor 1.6 16V SCe da Renault está chegando às lojas à bordo de Sandero, Logan, Duster e Duster Oroch. Nós tivemos a oportunidade de experimentar a novidade a bordo do Logan.

Na comparação com o antigo motor 1.6 Hi-Power a potência subiu de 106/98 cv para 118/115 cv, sempre com etanol/gasolina. O torque não subiu muito: foi de 15,5/14.5 mkgf para 16 mkgf (tanto com etanol quanto com gasolina). Mas, de acordo com a Renault, ele passou a chegar em rotações mais baixas: 90% já está disponível a 2.000 rpm.

O nome SCe, que vem de Smart Control Efficiency ou controle inteligente da eficiência, sintetiza bem o conceito que orientou a engenharia da fábrica, durante o desenvolvimento. O objetivo foi buscar desempenho e economia de combustível.

Novo motor 1.6 16V SCe rende até 118 cv e 16 mkgf
Novo motor 1.6 16V SCe rende até 118 cv e 16 mkgf Christian Castanho

Para chegar lá, a Renault lançou mão de recursos que favorecem o funcionamento do motor (mistura e queima) como duplo comando de válvulas variável na admissão, bicos injetores posicionados no cabeçote e coletor de escapamento integrado ao cabeçote.

Continua após a publicidade

Além disso, a fábrica empregou novos materiais como alumínio para reduzir peso (na confecção de bloco, cabeçote e cárter) e revestimentos especiais para diminuir o atrito (no tratamento de anéis, pistões e tuchos). E, por fim, adotou tecnologias que aliviam o esforço do motor como sistema inteligente de gestão de energia (que recarrega as baterias durante as desacelerações) e direção eletro-hidráulica (com auxilio de motor elétrico).

No caso de Sandero e Logan, existe ainda mais recursos que contribuem para a eficiência energética, como o sistema Stop&Start, que desliga o motor sempre que o carro para no trânsito. O mesmo motor será empregado nas versões de entrada dos SUVs Captur e Duster, em uma configuração um pouco diferente, com mais potência (120 cv) e torque (16,2 mkgf).

Ganhos em aceleração, retomada e consumo são significativos
Ganhos em aceleração, retomada e consumo são significativos Christian Castanho

Na prática, o Logan ficou mais gostoso de dirigir, ao apresentar reações mais rápidas e exigir menos esforço do motorista com o volante. Constatamos essa melhora no uso na cidade e também na pista de testes, onde os números de desempenho e consumo do carro confirmaram nossas sensações.

Nas acelerações de 0 a 100 km/h, sempre com gasolina, o tempo do Logan baixou de 13,6 segundos para 10,8 segundos. Nas retomadas de 60 a 100 km/h, em 4ª marcha, caiu de 12,4 segundos para 10,1 segundos. E as médias de consumo que eram de 11,1 km/l, na cidade, e 14,9 km/l, na estrada, ficaram em 11,8 km/h e 15,6 km/l, respectivamente.

Continua após a publicidade
Versão Dynamique tem central multimídia e detalhes de acabamento em preto brilhante
Versão Dynamique tem central multimídia opcional e detalhes de acabamento em preto brilhante Christian Castanho

Nos demais aspectos, não houve mudanças. O Logan continua espaçoso, com seu porta-malas de 510 litros; mantém o uso massivo de plástico no acabamento e, dinamicamente, se conserva privilegiando o conforto ao rodar (deixando a carroceria rolar nas curvas).

Posição de dirigir do Logan é mais elevada que a média
Posição de dirigir do Logan é mais elevada que a média Christian Castanho
Espaço atrás é bom, mas faltam apoio de cabeça e cinto de três pontos para o passageiro do meio
Espaço atrás é bom, mas faltam apoio de cabeça e cinto de três pontos para o passageiro do meio Christian Castanho

O novo motor deixou o Logan mais preparado para brigar no disputado segmento de sedãs compactos. Na versão Dynamique mostrada aqui (R$ 56.400), ele enfrenta com valentia rivais com preço mais em conta. É o caso do Nissan Versa SV 1.6 (R$ 54.990), que tem motor 1.6 flex de 111/111 cv.

E existe também o Prisma 1.4 LT (R$ 54.890), que é menor, menos equipado e tem 106/98 cv (a mesma potência do antigo motor Renault Hi-Power). O confronto mais duro fica por conta do confronto com o Hyundai HB20 S 1.6 16V Comfort (R$ 56.615). Este sedã está na mesma faixa de preço, mas vem com motor 1.6 de 128/122 cv e tem garantia de cinco anos (contra três), entre outras diferenças.

No ano passado, o Logan foi o sétimo sedã compacto mais vendido do mercado, com 8,35% de participação no segmento. O líder foi o Prisma, com 23,4% das vendas, seguido pelo HB20S, com 16,2% das unidades comercializadas.

Continua após a publicidade

As novidades não devem alterar esse panorama, mas servem de estímulo para quem aprecia o espaço interno e a robustez do Renault. A partir de agora, ele também oferece ótimo desempenho para a categoria e boas marcas de consumo.

Porta-malas tem capacidade para capacidade para 510 litros
Porta-malas tem capacidade para capacidade para 510 litros Christian Castanho

Teste de pista (com gasolina)

Aceleração de 0 a 100 km/h 10,9 s
Aceleração de 0 a 1.000 m 32,2 s – 161,64 km/h
Retomada de 40 a 80 km/h (em 3ª) 7,0 s
Retomada de 60 a 100 km/h (em 4ª) 10,1 s
Retomada de 80 a 120 km/h (em 5ª) 19,1 s
Frenagens de 60 / 80 / 120 km/h a 0 17,1 / 28,3 / 66,2 m
Consumo urbano 11,8 km/l
Consumo rodoviário 15,6 km/l
Aferição do velocímetro a 100 km/h 98,0 km/h
RPM a 100 km/h em 5ª marcha 2.500 rpm

 

Ficha Técnica – Logan Dynamique 1.6 16V SCe

Motor Diant., transv., 4 cilindros, 1.597 cm3, 16V, duplo comando variável, 118 / 115 cv a 5.500 rpm, 16,0 mkgf a 4.000 rpm
Câmbio manual, 5 marchas, tração dianteira
Suspensão McPherson na frente, eixo de torção atrás
Freios Discos ventilados na frente e tambor atrás
Direção Eletro-hidráulica
Rodas e pneus 185/65 R15
Dimensões Comprimento, 434 cm; largura, 173 cm; altura, 152 cm; entre-eixos, 263 cm; peso, 1.062 kg; porta-malas, 510 litros; tanque, 50 litros
Publicidade