Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

O hatch é o hit

Por Redação 28 set 2010, 19h56

71 km

Se QUATRO RODAS fosse uma emissora de rádio, o Hyundai i30 uma música e nossos leitores os ouvintes, o hatch  coreano estaria encabeçando a lista das melodias mais pedidas. Não há um dia em que nossa responsável pelo atendimento ao leitor, Sandra Hadich, deixe de receber pedidos para que ele seja incorporado a nossa frota de Longa Duração. Claro que não poderíamos decepcionar nossos assíduos e participantes ouvintes, digo, leitores.

Com cerca de 2 500 unidades vendidas mensalmente, o Hyundai i30 conseguiu embarcar na onda de sucesso de Tucson e Azera e já se tornou líder do segmento de hatches médios, ultrapassando Astra, Golf, Focus e demais concorrentes nos últimos meses. Um mérito e tanto para um carro coreano sem tradição no segmento, sem rede ampla de distribuidores e, ainda por cima, sem motor flex. Agora será a vez de ele encarar os 60 000 km do nosso teste de Longa Duração.

Adquirimos a versão básica do i30. Básica, mas bem equipada. Temos duplo airbag e freios ABS. Optamos pela transmissão automática, como praticamente todos os 10 000 i30 em circulação, uma vez que as primeiras unidades com transmissão manual só chegaram neste fim de ano. Nosso modelo é equipado com teto solar, mas ele não se somou aos 58 000 reais pagos pelo carro. Isso fez parte da política agressiva de vendas da Hyundai, que, na falta da versão mais em conta, vendeu, pelo mesmo preço, essa versão com vista para o céu. Em condições normais, custaria 62 000 reais. Também recebemos como cortesia da concessionária, sem pedir ou mesmo autorizar, a aplicação de película solar nos vidros.

Na hora de retirar o veículo na concessionária Caoa Anhanguera, em São Paulo, recebemos uma bela capa de couro para o manual e fomos orientados de forma simples, mas bem clara, sobre todos os botões que existem no painel e laterais. A apresentação, de cerca de 10 minutos, não teve fitas ou laços, mas foi eficiente. Brilhando e com combustível para rodar 90 km, demos a partida para mais uma jornada de 60 000 km.

Continua após a publicidade

Publicidade