Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Notícia de impacto

Por Redação 6 abr 2013, 11h32

Péricles Malheiros

08 562 km

Transparência e honestidade no uso dos carros da frota de Longa Duração são uma premissa em QUATRO RODAS. Não fosse assim, seria impossível a seção cumprir seu papel de reproduzir a vida real ao longo de 60 000 km. É por isso que surgem alguns apontamentos inusitados no diário de bordo. No último mês, o diretor de arte,Tarcísio Moraes Alves, anotou: “Dei uma ‘braçada’ e passei com as duas rodas do lado direito do Etios numa guia”. Quem nunca?

Consumado o fato, tivemos a oportunidade de iniciar imediatamente o processo de verificação e reparação do carro. O primeiro passo foi visitar uma concessionária Toyota. Na Sun North, o consultor técnico retirou as calotas plásticas e disse: “As duas rodas sofreram um pequeno amassado na face externa, mas as calotas disfarçam o dano”. Depois de levantar o carro no elevador e checar visualmente o estado dos componentes da suspensão, o técnico deu a boa notícia parcial: “A princípio, está tudo certo, mas é necessário agora verificar se o balanceamento das rodas não ficou comprometido”. Os valores de balanceamento, de fato, se alteraram com o choque, mas não a ponto de exigir a aplicação de uma quantidade exagerada de chumbo.

No fim das contas, a Sun North nos cobrou 150 reais para refazer o alinhamento e balanceamento e devolveu nosso Etios com as rodas amassadas. “O amassado fica oculto e não compromete a dirigibilidade. Não há por que mexer”, afirmou o consultor.

Para confirmar a informação da concessionária, entramos em contato com a Mangels, fabricante das rodas de aço que equipam o Etios. “Não há motivos para preocupação com a segurança. Mesmo amassada, uma roda de aço pode manter suas características. Se a autorizada, que é treinada pela fábrica, afirmou que todas as medições estão dentro dos padrões originais, então está tudo certo”, disseram. Após o reparo, rodamos com o Etios e não notamos nenhuma sequela, como vibrações, ruídos ou desvio de trajetória.

Continua após a publicidade

Consumo

No mês (41,4% na cidade): Etanol – 10,6 km/l

Desde dez/12 (41,3% na cidade): Etanol – 9,7 km/l

Principais Ocorrências

5 955 km – rodas amassadas

Apesar do dano, as rodas não foram condenadas | Macaco fica embaixo do banco do motorista.

Continua após a publicidade

Publicidade