Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Longa Duração: central do Chevrolet Onix Plus ofusca o motorista à noite

A luminosidade excessiva da tela da central do Onix ofusca a visão do motorista à noite. Uma saída é aplicar uma película fumê

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 23 dez 2021, 09h49 - Publicado em 22 dez 2021, 17h59

Uma boa central multimídia não precisa apenas de um menu de recursos generoso, mas também garantir uma boa experiência de uso. Dá para dizer que a central MyLink de 7 polegadas (nos carros mais recentes já tem 8 polegadas) do nosso Chevrolet Onix Plus consegue isso, mas apenas durante o dia.

Reclamações a respeito da claridade da tela em uso noturno são recorrentes. Acontece que a interface tem três opções de brilho: automático (guiado pelo acendimento automático dos faróis), diurno e noturno.

A redução do brilho em modo noturno, porém, é mínima e não há como reduzir sua intensidade manualmente. A claridade da tela destoa de toda a iluminação da cabine e acaba ofuscando a visão do motorista.

Onix PLus
O cabo da foto ficou com mau contato Fernando Pires/Quatro Rodas

Uma curiosidade é que os Tracker Premier sofrem do mesmo problema, mas as versões mais simples não. Isso porque nas versões LT e LTZ do SUV, o brilho da tela está indexado ao dimmer do quadro de instrumentos, configurado pelo computador de bordo.

A prova de que não somos os únicos incomodados é que é fácil encontrar na internet películas fumê para serem aplicadas na tela do MyLink, como películas para smartphone.

Outro incômodo está no porta-objetos à frente da alavanca de câmbio, onde está o carregador sem fio para smartphones. A base só funciona se o aparelho for colocado na longitudinal, e aparelhos maiores acabam ficando bem rentes à alavanca quando em modo Parking. Quem se aventurar a colocar o celular com o cabo ali (ficaria pendurado se posicionado de lado) poderá quebrá-lo ao estacionar.

Chevrolet Onix Plus – 72.355 km

Ficha técnica:
Versão: Premier 1.0 12V Turbo
Motor: 3 cilindros, dianteiro, transversal, 999 cm3, 12V, turbo, 116/116 cv a 5.500 rpm, 16,8/16,3 mkgf
a 2.000 rpm
Câmbio: Automático, 6 marchas, tração dianteira
Seguro: R$ 1.112 (Perfil Quatro Rodas)
Revisões: Até 60.000 km – R$ 3.012
Gasto no mês: Combustível: R$ 1.169
Consumo: 11,8 km/l com 41,3% de rodagem na cidade
13,2 km/l com 29,7% de rodagem na cidade
Combustível: Flex (gasolina)

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

capa

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

ou

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês