Clique e assine por apenas 8,90/mês

Longa Duração: VW veda infiltração no porta-malas e furo em pneu do Virtus

Sedã volta da concessionária com a ordem restabelecida: consertaram o pneu que deixava o ar sair e o porta-malas que deixava a água entrar

Por Péricles Malheiros - Atualizado em 27 nov 2019, 12h03 - Publicado em 1 out 2019, 07h00
Fernando Pires/Quatro Rodas

Um porta-malas tomado de água – a ponto de se acumular na cuba do estepe – criou um intervalo na vida tranquila do nosso Volkswagen Virtus.

O caso, contado na edição de agosto, foi tão inusitado que vale a pena relembrar: diante da necessidade de trocar um pneu furado, abrimos o porta-malas e, antes mesmo de retirar o estepe, notamos o enorme volume d’água na cuba, há poucos centímetros de cobrir a roda reserva por completo.

Para resolver o problema, deixamos o veículo na concessionária Original, de Guarulhos (SP), a mesma que sanou um outro episódio de infiltração no porta-malas, aos 50.000 km.

Na primeira ocasião, a guarnição foi apontada como a vilã, mas a maior gravidade de agora pedia uma investigação mais detalhada.

Continua após a publicidade
Painel replica o alerta da tela central Fernando Pires/Quatro Rodas

Após seis dias de serviço, retiramos o Virtus.

“Para achar o ponto de entrada d’água, levamos o carro até a nossa área de lavagem. Quando abrimos a tampa traseira, vimos que a face interna logo abaixo das lanternas estava molhada. Agora, estava tudo certo com a guarnição do porta-malas. A água entrava pelas lanternas, escorria e se acumulava na cuba do estepe”, explicou o técnico da Original.

A estada do carro também incluiu o reparo do pneu danificado. “Era um furo simples, quase no centro da banda de rodagem. O serviço de borracharia fica como cortesia para compensar ”, completou.

Ao menos até agora, os dois reparos parecem ter sido feitos a contento. “Após um dia de chuva moderada, encostei para uma lavagem. Depois, verifiquei o porta-malas e não encontrei nenhum sinal de água”, disse o editor Leonardo Felix.

Continua após a publicidade

Após calibrar todos os pneus e reiniciar o sistema de alerta de perda de pressão, nenhum aviso foi disparado. Ou seja, o ar ficou no lugar certo: dentro do pneu.

Virtus – 57.793 km

Ficha Técnica
Versão Highline 200 TSI
Motor 3 cil, diant., turbo, inj. direta, transv., 999 cm3, 12V, 128/116 cv a 5.500 rpm, 20,4 mkgf a 2.000 rpm
Câmbio automático, 6 marchas
Combustível flex (gasolina)
Seguro R$ 1.715*
Gastos no mês Combustível: R$ 398
Consumo No mês: 10,4 km/l com 78,8% de rodagem na cidade
Desde jun/18:
11,6 km/l com
27,5% de rodagem na cidade
Revisões Até 60.000 km

R$ 1.953**

 

Publicidade