Clique e assine por apenas 8,90/mês

Longa Duração: enfim, Citroën dá fim à trepidação do volante do C4 Cactus

Chega ao fim a trama que começou na revisão dos 20.000 km e incluiu o alinhamento, o balanceamento e o rodízio

Por Péricles Malheiros - Atualizado em 10 jan 2020, 08h00 - Publicado em 10 jan 2020, 07h00
Balanceamento e rodízio mal feitos: retorno obrigatório Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

No mês anterior relatamos como foi a segunda revisão do Cactus, feita pela autorizada paulistana GP France, aos 20.000 km. Os serviços foram realizados a contento, mas uma vibração nos fez retornar à autorizada.

Como de praxe, quando um carro de Longa Duração passa por uma concessionária, levamos o Cactus para a vistoria do nosso consultor técnico, Fabio Fukuda.

“Só pegando uma estrada para saber se a tremedeira do volante, de fato, sumiu, mas identifiquei que o rodízio foi alterado. Ou seja, deixaram errado o que haviam feito corretamente na revisão”, disse.

Perda de contrapeso gerava a trepidação do volante Fernando Pires/Quatro Rodas

Consultado, o técnico da GP France confessou que havia desfeito o rodízio: “Às vezes, ele também gera vibração no volante”.

Continua após a publicidade

Entendemos que o reposicionamento das rodas até pode gerar uma leve alteração no comportamento nos primeiros quilômetros, mas era evidente que, no caso do nosso C4 Cactus, a situação era outra.

“A vibração sentida era muito intensa. Estava com outras pessoas a bordo e todas comentaram que também notavam a trepidação. Acima dos 100 km/h, o volante vibrava demais”, conta o repórter Henrique Rodriguez, após pegar estrada com o Citroën.

Diante da necessidade de fazer o rodízio de novo, insistimos com o técnico da GP France que verificasse também o balanceamento das rodas. Deu a lógica!

“De fato, duas estavam desbalanceadas. Talvez o contrapeso tenha se descolado logo que o carro foi devolvido, após a revisão. Agora está perfeito, alinhado, balanceado e com o rodízio no padrão. Eu mesmo andei no carro para me certificar de que está tudo certo”, disse o consultor.

O lado positivo é que houve cobrança (de R$ 170) só na primeira vez. Mas é bom que fique claro: foram três visitas à oficina para solucionar algo que uma simples verificação final teria pego logo de primeira, na revisão.

Continua após a publicidade

C4 Cactus – 24.510 km

Consumo No mês: 10,7 km/l com 22,6% de
rodagem na cidade
Desde abr/19:
10,7 km/l com
37,7% de rodagem na cidade
Combustível:
(flex) gasolina
Gastos no mês Combustível:
R$ 1.596
Revisões Até 60.000 km

R$ 3.802

Ficha técnica Versão: Feel Pack 1.6 16V
Motor: 4 cil., diant., transv., 1.587 cm3, 16V, 118/115 cv a 5.750 rpm, 16,1/16,1 mkgf a 4.750/4.000 rpm
Câmbio: aut., 6 marchas, tração dianteira
Seguro R$ 1.478*

*Perfil QUATRO RODAS

Publicidade