Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Anda e para

Por Redação 31 jul 2014, 13h28

Por Péricles Malheiros

5 293 km

Atendendo à legislação, o sistema multimídia do Corolla oculta as imagens de DVD e TV assim que o carro entra em movimento – as fontes exclusivas de áudio (rádio, MP3 e Bluetooth) permanecem operantes. Basta o carro começar a andar e a imagem desaparece – o som do programa é mantido. Ou seja, segue à risca a Resolução 242 do Contran, o Conselho Nacional de Trânsito. Quanto ao uso do GPS, o do Corolla vai além do rigor da lei, impedindo a digitação de um endereço com o carro em movimento. “É uma regra global da marca”, diz a Toyota.

Um advogado especializado em legislação automotiva que não quis se identificar discorda do Contran: “Essa regra nasceu sob a alegação de impedir o uso de dispositivos que distraiam o motorista. Mas uma criança pequena chorando no banco traseiro pode roubar mais a atenção da sua mãe ao volante do que uma tela ligada. Cabe ao condutor o bom senso de dirigir com atenção na via. A Resolução 242 simplesmente tira do passageiro dianteiro o direito de usufruir de uma fonte de entretenimento”. Na prática, parece haver mais gente que concorda com o advogado consultado. “Tem muito dono de Corolla interessado em desabilitar o bloqueio da tela. Dá para reprogramar a central eletrônica, mas isso não é autorizado pela fábrica e anula a garantia”, diz o consultor Ricardo Ruiz, da Sorana, de São Paulo. Consultamos outras três autorizadas Toyota e, em todas elas, ouvimos o mesmo discurso.

Apesar do rigor da lei, lojas de som automotivo (físicas e virtuais) anunciam kits de desbloqueio do sistema de proteção com preços que variam de R$ 550 (para os My Link, da Chevrolet) a R$ 2 750 (para importados de luxo da Volvo e Mercedes-Benz, por exemplo) – para o Corolla o kit custa, em média, R$ 800. Mas não vale a pena, porque o acessório elimina a garantia do carro, é ilegal e sua utilização pode render uma autuação, cinco pontos na CNH e recolhimento do veículo para regularização.

Consumo

No mês: 6,8 km/l com 70,8% de rodagem na cidade

Desde mai/14: 7,5 km/l com 57,7% de rodagem na cidade

Combustível: etanol

Continua após a publicidade

Publicidade