Clique e assine por apenas 8,90/mês

VW vai acelerar entrega de T-Cross PcD para salvar concessionárias

Plano prevê redução de seis para dois meses no prazo de produção. Versão Sense tem mais de 8.000 pedidos aprovados à espera da entrega

Por Leonardo Felix - Atualizado em 11 Maio 2020, 20h19 - Publicado em 11 Maio 2020, 10h33
VW T-Cross Sense Divulgação/Volkswagen

A Volkswagen tirou da cartola um coringa para tentar manter saudável a operação de sua rede concessionária em meio ao sombrio cenário da pandemia do novo coronavírus.

O fabricante vai acelerar de seis para dois meses o prazo de produção de mais 8.000 unidades encomendadas do T-Cross Sense, versão do SUV compacto voltada a clientes PcD.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Em videoconferência com representantes da rede na última semana, o vice-presidente de vendas e marketing da marca no país, Gustavo Schmidt, confirmou os planos.

Continua após a publicidade

Após o retorno das atividades na fábrica de São José dos Pinhais (PR), marcado para a próxima segunda-feira (18), em dois turnos, a empresa trabalhará com as seguintes metas: em maio, produzirá 12% dos pedidos remanescentes; em junho, 44%; em julho, os demais 44%.

Versão vem com câmbio automático, volante multifuncional com coluna ajustável e central multimídia Reprodução/Internet

Na conferência, a fabricante afirmou aos concessionários que a ação tem por objetivo preservar os clientes que já estão com a documentação pronta, cujo prazo de vencimento é de 270 dias.

Mas este não será o único motivo. QUATRO RODAS pode afirmar que a medida também visa a socorrer revendas que estão praticamente sem movimento nos últimos dois meses e correm sério risco de falir.

De acordo com levantamento da Fenabrave (associação nacional dos concessionários), cerca de 30% dos atuais 7.300 pontos de venda de veículos novos no Brasil podem fechar até o fim deste mês por causa da crise.

Continua após a publicidade

A queda no volume de emplacamentos foi de 90% na última semana de março em relação ao restante do mês e de 76% em abril ante março.

Motor é o 1.0 turbo flex de 128 cv Divulgação/Volkswagen

Sobre o T-Cross Sense, a versão voltada a pessoas com deficiência tem preço oficial de R$ 69.990, mas sai por R$ 57.630 com a aplicação das isenções.

De série, ela traz: ESP; seis airbags; rodas de liga leve aro 16; luzes diurnas de led; faróis de neblina; sensores de estacionamento traseiros; volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade; central multimídia de 6,5 polegadas; travas e vidros elétricos; ar-condicionado manual; rack de teto; bancos revestidos de tecido.

Há três opções de pintura externa: branco, preto e prata. No entanto, até o momento novos pedidos pela versão estão suspensos até que a demanda das unidades já encomendadas seja atendida.

Continua após a publicidade

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Publicidade