Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Toyota afirma não ter planos de trazer o C-HR para o Brasil

Produção mundial do SUV está comprometida com outros mercados; Brasil pode esperar a versão híbrida

Por Ulisses Cavalcante Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 14 jun 2017, 19h34 - Publicado em 14 jun 2017, 19h32
Chances de o Toyota C-HR vir para o Brasil são remotas em um futuro próximo (Divulgação/Toyota)

Steve St. Angelo, CEO da Toyota para a América Latina, afirmou para a QUATRO RODAS durante o Salão de Buenos Airos que o Toyota C-HR não deve vir para o Brasil este ano, nem em 2018.

O executivo reconheceu a importância do segmento de SUVs compactos, mas justificou que no momento a matriz priorizou investimentos em outros mercados.

“A produção já está totalmente direcionada e teríamos que tirar unidades de outros mercados para atender ao nosso. Não temos essa possibilidade”, diz o executivo.

Toyota C-HR Hybrid (Divulgação)

Por aqui, o C-HR precisaria ter motor 2.0 a combustão, configuração atualmente oferecida nos Estados Unidos. Aquele mercado é atendido pela fábrica localizada na Turquia. Esta planta é a única a fabricar o crossover no planeta, e hoje opera em sua capacidade máxima.

Apresentado em 2016, além dos Estados Unidos, o C-HR é comercializado na Ásia, Austrália e Europa.

Cabine traz desenho minimalista e bom nível de acabamento (Divulgação/Toyota)

Quando questionado sobre a viabilidade de produzir o utilitário-esportivo no Brasil, mais uma vez o presidente da Toyota descartou as chances. “Nesse caso, o investimento na fábrica seria muito elevado e não teríamos volume suficiente de vendas”, afirma.

Continua após a publicidade
Discretamente, o C-HR de série foi exibido apenas no site da Toyota
Discretamente, o C-HR de série foi exibido apenas no site da Toyota (Divulgação/Toyota)

Em vez de eliminar qualquer possibilidade de o C-HR vir para o Brasil, Steve St.Angelo disse que provavelmente o modelo chegaria na versão híbrida. E cumpriria inicialmente uma função mercadológica semelhante à do Prius, um carro de imagens, mas com vendas tímidas.

O C-HR utiliza a plataforma TNGA, a mesma do Prius e que também será utilizada na próxima geração do Corolla, que deve ser lançada em 2020. Os três modelos também compartilharão o mesmo conjunto mecânico híbrido. Ou seja: a médio-longo prazo, fabricar a plataforma TNGA no Brasil será quase obrigatório.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.