Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

SMRE: elétrica com caixa de câmbio

Circuítos eletrônicos e software simulam comportamento de motor a explosão

Por Marcelo Brettas Atualizado em 9 nov 2016, 11h51 - Publicado em 20 abr 2011, 16h22
SMRE

Uma moto elétrica com caixa de câmbio é algo que muitos engenheiros da divisão de motores garantiam que nunca veríamos e os apaixonados por uma boa pilotagem mais almejavam. E é exatamente isso que a SMRE, moto elétrica apresentada pela primeira vez no Salão de Milão, no final do ano passado, está conseguindo concretizar.

A moto já é uma realidade e em uma corrida de supermotards elétricas disputada recentemente em Roggwil, Suíça, a moto venceu as sete baterias disputadas, tendo no comando o ex piloto Simone Girolami.

A aparência da SMRE, principalmente na parte baixa do motor é a de uma moto convencional, com um cárter muito parecido com o dos motores a explosão. Já na parte alta os tradicionais cilindros foram substituídos pelas linhas retas do propulsor elétrico. Essa nova proposta está equipada com um novo conjunto de motor elétrico com caixa de câmbios e embreagem convencional, além de complexos circuíto eletrônicos e de software que tentam fazer esse propusor elétrico simular o comportamento de um motor a explosão, adequando-o assim à novidade real: a introdução de um câmbio de seis velocidades.

O invento foi batizado de IET, Integrated Electric Transmission (Transmissão Elétrica Integrada), e foi patenteado pela empresa italiana SMRE.

Continua após a publicidade

Publicidade